segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Campeão candango demite técnico e uma penca de jogadores

Autor: Marcelo | segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 3 comentários


Depois de sete rodadas sem sentir o gosto de uma vitória, o presidente do Ceilândia se viu obrigado a demitir o próprio irmão Adelson de Almeida do comando do Gato. Adelson também foi o treinador que deu o único título estadual para o Ceilândia ano passado.

Os frequentes maus resultados combinados com a vexaminosa eliminação na Copa do Brasil culminaram na saída do treinador que implementou o estilo de jogo retranqueiro na equipe. Além do treinador, o experiente goleiro Donizeti, os volantes Magrão e Zé Ricarte, o zagueiro Adailton e o meia Edmar Santos também deixam o Gato.

A diretoria do clube agiu rápido e convocou Marquinhos Bahia ex-Ceilandense para o comando do campeão. Marquinhos que é adepto do lema "treino é jogo, e jogo é guerra" assume hoje o Gato e terá pouco tempo para arrumar o time, já que entra em campo na próxima sexta-feira para encarar o saco de pancadas do candangão, o CFZ. O cômico é que a única vitória do CFZ foi justamente sobre o Ceilândia no primeiro turno.

CAIDINHA
Com a vitória do Formosa sobre o Brasília, o Gama perdeu a vice-liderança para o time goiano por diferença de um ponto (17x16). Atrás em quarto com 15 vem o Botafogo, próximo adversário do Gama no Bezerrão. A partida contra o alvinegro teve o horário remarcado de 16:00 para 18:00 de acordo com o site oficial do Gama.

O destino de um prata da casa

Autor: Marcelo | | Categoria: | 12 comentários


Leandro disputou a Copa Santiago e eliminou o Grêmio em 2010.
Foto: blog do imortal tricolor

Ano passado o Gama começou a disputar a Copa Santiago como azarão e por muito pouco não terminou com o título da competição que reúne juniores de times grandes como Vasco-RJ, Flamengo-RJ, Cruzeiro-MG e os grandes de Rio Grande do Sul. Na final em jogo disputadíssimo acabou perdendo para o Internacional pelo placar mínimo.

O vice-campeonato foi muito comemorado até porque depois foi muito grande o assédio dos empresários em cima dos jogadores. Como é natural, o sonho destes atletas é claro jogar em centros maiores e quem sabe conquistar espaço na Europa ou na Seleção Brasileira. Com Leandro não foi diferente.

Weverson Leandro de Oliveira Moura, ou simplesmente Leandro 93 simplesmente desapareceu depois da copinha. O BLOGAMA procurou a direção da FUNFA, empresa responsável por gerir as categorias de bae do alviverde, a fim de saber o destino do craque. A resposta foi de que o jogador assim como o atacante Formiga teria sido emprestado para o Grêmio até o final do ano com opção de compra do tricolor dos pampas ao final do contrato.

Não foram raras as vezes em que os leitores do blog perguntavam pelo destino do jogador. Após assistir Leandro na Caopa São Paulo e há duas semanas no time principal do Grêmio, o BLOGAMA foi atrás das informações e traz agora em primeira mão.

E a notícia não é muito boa. O jogador que pertencia à FUNFA foi negociado com o Capital, time que disputa a divisão de acesso do candangão. E depois teve o contrato rescindido para em seguida assinar contrato definitivo com o Grêmio. No BID da CBF, o contrato foi assinado em 21/05/2010 e tem seu término em 30/04/2013.

Sabendo da incosistência das informações da FUNFA, o BLOGAMA enviou um e-mail para Carlos Alberto Mohammad, o Betinho, para que esclarecesse de fato o que ocorreu com o jogador. Como o compromisso do blog é com a torcida, publicamos na íntegra a resposta do dirigente:

"Prezado Marcelo,

Como sempre relatado em nossas conversas, a postura da FUNFA perante a S. E. GAMA, a torcida, funcionários, parceiros, adversários, ou seja, todos aqueles que de uma forma ou de outra participam do nosso trabalho, é de transparência, honestidade e seriedade, e por isso esclareço o ocorrido.

O Contrato do Leandro com o GAMA venceu em Dezembro, alguns dias antes da belíssima participação do GAMA na Copa Santiago/RS e em função da mudança na supervisão tal fato passou despercebido.

Ao retornarmos e em função do assédio dos grandes clubes que participaram daquela Copa sobre o atleta, tentamos fazer um vinculo profissional com o mesmo no GAMA, algo que não foi admitido, aceito e concordado pelo seu responsável, com a justificativa de que a instituição GAMA não era confiável e que desta maneira seu filho poderia ser prejudicado.

Desta forma, como não poderíamos ser prejudicados (FUNFA e GAMA), nem tão pouco correr o risco de profissionalizá-lo no GREMIO, pois aí sim, estaríamos correndo riscos de perder o atleta, e também para valorizá-lo, encontramos a solução em concordância com o responsável pelo atleta, que o profissionalizaríamos no Capital antes da transferência definitiva para o GREMIO.

Assim foi feito, e somente após a assinatura dos contratos entre os envolvidos é que foi liberada a transferência definitiva para o GREMIO.

Aproveitando a oportunidade, gostaria de ponderar alguns comentários que são feitos no site, de que a FUNFA revela jogadores sem ao menos serem vistos no profissional, o que nos entristece, pois aos que acompanham o nosso trabalho nas categorias de base, são sabedores que logo no primeiro ano de trabalho no GAMA (2009), conseguimos colocar nada menos do que 9 (nove) atletas no grupo profissional, sendo eles: Leo (goleiro), Alexandre (lateral), Romário Tito, Oliveira e Betson (volantes), Elivelton, André Lima e Tiui-Inter (meia) e Paulo René (atacante).

Dando seguimento ao trabalho no ano passado (2010) mais 10 (dez) atletas, sendo eles: Pereira e Pedro (goleiro), Dudu-Polonia (lateral), Wallace (volante), Jotinha, Juninho e Dudu (meia), Hugo, Kelvin e Lucas Silva (atacante).

Espero que essas informações esclareçam o fato, e desde já estamos à disposição para outras informações."

domingo, 27 de fevereiro de 2011

TV BLOGAMA - Gols e melhores momentos

Autor: Marcelo | domingo, 27 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 4 comentários

O BLOGAMA apresenta agora o vídeo com os melhores momentos e gols da goleada de 4x1 sobre o CFZ.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

CFZ 1x4 Gama - Verdão sobe, azulão desce

Autor: Marcelo | sábado, 26 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 7 comentários


De nada adiantou a presença de Zico, Gueldini, e Agnelo para o CFZ. Jogando pela 10ª rodada do candangão, o CFZ confirmou o seu favoritismo ao descenso e perdeu novamente de goleada para o alviverde por 4x1.

Bruno abriu o placar para o CFZ mas Dudu, Fábio Silva e Elivelto duas vezes viraram a partida para o Gama. Com o resultado o alviverde recuperou a vice-liderança chegando aos 16 pontos e o CFZ continuou na lanterna com apenas quatro. Fábio Silva se isolou na artilharia agora com seis gols marcados.

CADÊ A TORCIDA?
Antes de ambas as equipes entrarem em campo ocorreu o amistoso festivo dos amigos de Zico contra uma seleção local composta de jogadores de peso como Gueldini e o governador do DF Agnelo Queiroz. Mas a surpresa ficou por conta do público. Mesmo com ingressos a preços considerados baixos em relação aos praticados pela diretoria do Gama, poucos torcedores se aventuraram a encarar o frio e a ameaça de chuva para prestigiar o alviverde.

Apesar de Heriberto ter dito que a culpa da derrota da semana passada não foi só do Luizinho, o jogador não só perdeu a titularidade como nem apareceu no banco de reservas. Alan foi para o jogo e o resto dos jogadores permaneceu o mesmo. O jogo começou frio assim como o clima no estádio. O Gama até começou melhor do que o anfitrião que exibiu a mesma fragilidade defensiva do primeiro jogo.

O Gama começou tomando conta da partida e por pouco não abre o placar. Aos oito minutos Éderson cruzou para a área na direção de Bachin, o goleiro Rodolfo rebateu nos pés de Elivelto que perdeu a primeira grande chance de abrir o placar.

O Gama seguia melhor mas acabou sofrendo o gol em mais uma lambança da defesa. Pedrão acompanhou lance pela direita e tocou na fogueira para Vizotto. O atacante Bruno pressionou o goleirão, acabou dando um carrinho e empurrando a bola pra dentro do gol alviverde. Humilde, Vizotto assumiu a culpa pelo lance. 1x0 CFZ.

Atrás no placar o Gama acordou e foi pra cima em busca do gol de empate. E conseguiu apenas seis minutos depois. Bachin recebeu pela esquerda e cruzou na cabeça de Tallys que fez a ponte aérea para Elivelto empatar a partida. 1x1.

Depois de sofrer falta dura, Alan teve de ser substituído por Tallys que entrou bem e deu mais movimentação ao meio de campo. Elivelto foi para a lateral esquerda e Dudu foi par a direita.

Elivelto depois fez grande jogada pela esquerda e tocou na medida para Bachin dentro da pequena área. O atacante tocou para o meio e Tallys chutou rasteiro para boa defesa de Rodolfo. Logo em seguida Thiago Gaúcho ajeitou de calcanhar para Dudu disparar um chutaço em cima da zaga.

O Gama seguia melhor e quase ampliou aos 35 quando Bachin fez ótima jogada pela direita e tocou para Elivelto sozinho sem marcação e sem goleiro concluir para fora. O jogo caminhava para uma vitória tranquila do Gama quando uma bobeira quase pôs tudo a perder. Bachin se meteu em uma discussão com o zagueiro Carlão do CFZ e o juiz expulsou ambos os jogadores. Alguns minutos depois apitou o intervalo.



VIRADA NO LANTERNA
Sem Bachin, o técnico Heriberto da Cunha resolveu então remontar o ataque. Tirou o volante Éderson para promover a entrada do garoto Hugo. A mexida deu certo e o atacante passou a explorar as costas da lateral direita do CFZ armando as jogadas para Fábio Silva.

Elivelto entortou a marcação pela esquerda e cruzou para Fábio Silva cabecear para fora. No lance seguinte o Gama virou a partida em um lance inusitado. Dudu partiu pela direita e cruzou pra ninguém na área. Só que Rodolfo estava adiantado e a bola acabou encobrindo o goleiro e foi parar no cantinho direito do gol do CFZ. 2x1 para o Gama.

à frente no placar o time alviverde teve mais confiança e não deixou de agredir o adversário. Primeiro teve uma boa chance com Tallys que chutou no pé da trave do CFZ. Cinco minutos depois o Gama ampliou. Elivelto de muito longe arriscou pela esquerda e o goleiro Rodolfo aceitou. 3x1 para o Gama.

Com o placar mais folgado o Gama passou a tocar mais a bola para os lados e esperar o tempo passar. Já o CFZ se perdeu de vez em campo e não conseguia mais trocar três passes seguidos. O tempo ia passando a favor do alviverde e o futebol ficou um pouco de lado.

Heriberto então colocou Tiago Matos no lugar de Elivelto que saiu debaixo de aplausos. O Gama então ainda teve algumas boas oportunidades para ampliar mas somente o fez aos 43 minutos. Éverton tocou para Hugo pela direita que cruzou na medida para Fábio Silva de carrinho anotar o quarto gol do Gama e o seu sexto gol na competição. 4x1 para o Gama e o caixão foi fechado.

No outro jogo da rodada o Ceilandense venceu o dérbi contra o Ceilândia por 2x1 e foi aos 11 pontos deixando o Brasília em situação delicadíssima. Amanhã dois jogos completam a rodada: O Botafogo receberá o Brasiliense no CAVE enquanto o Formosa enfrenta o desesperado brasília no estádio Diogão em Formosa.

O periquito volta a jogar somente no próximo sábado para enfrentar o Botafogo no estádio Bezerrão.

FICHA TÉCNICA
CFZ 1x4 Gama

Estádio Bezerrão

Público e Renda: Não divulgados

Cartões Amarelos: Perivaldo, Carlos, André Tobias (CFZ); Dudu e Da Silva(Gama)
Cartões Vermelhos: Carlos, Perivaldo (CFZ) Bachin (Gama)

CFZ
Rodolfo; Tarsísio (Hudson), Jean, Carlos e João Paulo; Perivaldo, PC, Elvis (Esquerdinha) e Carlyle (André Tobias); Lucas e Bruno.
Técnico: Toninho Cajuru

Gama
Vizotto: Alan (Tallys), Da Silva, Pedrão e Dudu; Éverton, Éderson (Hugo), Thiago Gaúcho e Elivelto (Tiago Mattos); Bachin e Fábio Silva.
Técnico: Heriberto da Cunha

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Atacante do Gama recorre da decisão do TRT e caso segue em aberto

Autor: Marcelo | sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 10 comentários


Ocorreu ontem à tarde mais uma audiência no TRT sobre o caso do atacante Paulo Renê. O jogador entrou na justiça trabalhista exigindo a rescisão de contrato por atraso salarial superior a três meses.

Na primeira instância, o jogador perdeu a liminar que o liberaria do clube e assim teria que se reapresentar ao Gama até o dia 16. Porém o jogador não retornou aos treinamentos e informações não confirmadas dão conta de que o jogador estaria treinando no Botafogo-DF.

Ontem na audiência da Justiça do Trabalho ambas as partes trouxeram documentos para defender seus interesses. O jogador está neste momento em sua terra natal (Padre Bernardo-GO) e disse estar tranquilo em relação à causa: "Eu não queria sair desse jeito, mas aconteceu e agora é esperar. Já conversei com alguns juízes à respeito da minha causa e todos me disseram que eu tenho chances. Vamos aguardar a decisão" disse o jogador.

A decisão final deve sair em aproximadamente dez dias.

Hora de enterrar o lanterna

Autor: Marcelo | | Categoria: | 3 comentários


Gama tem a obrigação de vencer amanhã o CFZ se quiser sonhar com classificação.
Foto: Francisco Stuckert

Uma semana se passou e o Gama ainda está curando a "ressaca" da derrota para o arquirrival Brasiliense. Amanhã novamente no estádio Bezerrão o alviverde irá encarar o desesperado CFZ que luta para não cair um ano depois de conseguir o acesso.

O periquito permanece com 13 pontos na humilde quarta colocação, um ponto atrás de Botafogo e Formosa e oito atrás do líder e praticamente classificado Brasiliense. Já o CFZ é o lanterna absoluto com apenas quatro pontos ganhos. No primeiro jogo o Gama goleou o adversário por 4x0.

DESESPERADO E MAIS FRACO
Seguindo passos largos rumo à segundo divisão, o CFZ dispensou nesta semana o atacante Johnes e não houve peças de reposição. O goleiro renato que fez a alegria da torcida alviverde também deixou o clube. Com um time formado de garotos da Base, o CFZ só quer terminar o campeonato de forma digna e quem sabe beliscar a permanência na série A.

Para isto o técnico Toninho Kajuru se vira como pode em busca da melhor formação para o jogo. A tendência é de escalar uma formação defensiva para tentar surpreender nos contra ataques ou jogadas de bola parada.

Antes do jogo o torcedor terá que encarar um amistoso do ídolo flamenguista Zico com um selecionado local. A partida amistosa começa às 16:00 e às 18:00 começa o jogo do campeonato. O provável CFZ: Rodolfo; Jean, Carlos e Perivaldo; Tarcísio, João, Elvis, Lucas e PC; Bruno e Carlyle

TROPEÇO NEM PENSAR
As declarações do técnico Heriberto da Cunha dão a entender que a partida de amanhã para o Gama tem gosto de decisão. O comandante não quer saber de desculpas e exige a vitória amanhã para encaminhar o alviverde para a classificação.

O jogador Luizinho eleito o culpado pela derrota foi defendido pelo técnico Heriberto da Cunha que acertadamente tirou o peso de suas costas e responsabilizou o setor defensivo pelo resultado. Apesar do discurso, Heriberto pode escalar o lateral Allan no lugar de Luizinho já que o jogador foi liberado pelo departamento médico do clube.

Outro que pode pintar entre os titulares é o meia Tallys, fora da equipe desde o jogo diante do Formosa no primeiro turno. O atacante Bachin não treinou ontem mas deve ser presença certa no jogo de amanhã. O Gama deve encarar o lanterna com a seguinte formação: Fernando Vizotto; Allan (Luizinho), Pedrão, Da Silva e Dudu; Éverton, Éderson, Thiago Gaúcho e Elivelto; Bachin e Fábio Silva.

Os ingressos custarão R$ 10,00 a inteira e R$ 5,00 mais um quilo de alimento não perecível.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Gerir, Promover ou Explorar?

Autor: Marcelo | quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 3 comentários


Esta semana uma declaração do jogador Ruy do Brasiliense ao site Justiça Desportiva gerou um mal estar no clube amarelo e na imprensa esportiva em geral. Segundo a notícia, o jogador afirmou ao site carioca que o Brasiliense estaria disputando o campeonato errado: "O Brasiliense é muito sério em seus pagamentos e o clube disputa o campeonato errado. A competição daqui chega a ser engraçada em algumas vezes. Eu já joguei em estádio cujo campo era do tamanho da metade do campo do Maracanã. O campo era tão pequeno que eu chutava do meio campo e a bola passava raspando. Incrível!" disse o veterano meia ex-Fluminense, Cruzeiro, Figueirense e tantos outros clubes.

Apesar do múltiplos entendimentos que esta declaração possa dar, o recado obviamente não foi dirigido o nosso arquirrival (até porque é ele que lhe dá o sustento) e sim à cartolagem do Distrito Federal que, no entendimento de boa parte de população, faz pouco pelo futebol de Brasília.

Isto talvez explique o porque de o futebol candango que teve um clube na série A e outro na série B durante cinco anos agora tenha os seus principais representantes na terceira e quarta divisões do nacional. O produto futebol de Brasília que dentro das quatro linhas não fica atrás do de grandes centros vem sendo desvalorizado ou deixado de lado pelas pessoas que estão à frente do esporte local.

Para que possamos entender o momento esportivo por qual o Distrito Federal passa, é necessário entender o que significa as três palavras que dão o título à esta matéria: gerir, promover e explorar. Gerir segundo o dicionário tem o mesmo significado de administrar ou dirigir um negócio. Neste caso, o gestor tem a missão de manter as coisas como estão sem se importar com o crescimento de seu negócio. Seria uma forma de estagnação onde no mercado atual um dia poderia ser engolido por outras empresas que estiverem em busca de ascenção.

Promover significa fomentar, desenvolver, elevar a posto mais graduado ou a dignidade maior. Seria o caso do gestor buscar o que estiver ao seu alcance para fazer com que o seu negócio prospere ou seja expandido. Normalmente se busca uma promoção por meio de mudanças de estrutura e/ou investimentos estratégicos de acordo com os objetivos que se deseja alcançar.

Já explorar significa: tirar proveito de, fazer produzir, fazer valer, especular com. Enquanto no caso anterior o gestor trabalha para o negócio crescer, neste caso é exatamente o contrário: O negócio é que faz o gestor crescer. Para que isso ocorra é necessário que o negócio esteja devidamente estruturado e consolidado.

O BLOGAMA divulgará uma série de matérias relativas a este tema que mexe não só com as torcidas locais como no interesse político que a capital tem em sediar um dos grupos da Copa 2014. A forma como o futebol do DF é administrado será o tema de debate nos próximos dias e este espaço destrinchará o emaranhado de itens que fazem parte da esfera esportiva local.

AMANHÃ: AS PRAÇAS ESPORTIVAS DO DF

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Alforria!

Autor: Sérgio Vinícius | quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 6 comentários



Foi veículado pelo Site oficial do Gama no final da manhã desta quarta-feira (23/02) que o clube dispensou dois jogadores e ambos partem para o Sertãozinho/SP. A justificativa, segundo a assessoria de comunicação seria o alto número de atacantes, que chegava a oito atletas na área ofensiva.

Keké e Edicarlos embarcam às 17h desta quarta direto para São Paulo. A dupla disputará a Série A2 paulista pelo Sertãozinho. Os dois atletas terão muito o que fazer, já que o clube do interior paulista amarga o último lugar do grupo 1 no campeonato.

O baixinho Edicarlos e o ex-jogador do campeonato amador Keké irão se juntar a um velho conhecido da torcida gamense. Trata-se do centro-avante Luciano Dias que teve passagem apagada pelo alviverde . Luciano não foi bem em na temporada que esteve no ninho do periquito e era chamado "carinhosamente" pelos torcedores de Luciano "Cone". Luciano Dias está no Sertãozinho desde o início do paulistão A2 e até o momento não marcou nenhum gol pela equipe.

Recepção indigesta

Autor: Marcelo | | Categoria: | 5 comentários


Apesar dos pedidos de paz, as torcidas de Gama e Brasiliense mais uma vez proporcionaram cenas de violência gratuiuta no Bezerrão.
Foto: Ricky

Era pra ser um clássico de bom futebol dentro de campo e fora dele as duas maiores torcidas do DF empurrando seus times para a vitória. Mas na prática o que se viu neste sábado foi mais um espetáculo de violência e discriminação pública.

De clássico da paz, o último jogo teve muito pouco. O aparato da polícia foi no mínimo ineficiente ao permitir que a torcida do visitante entrasse aos 11 minutos do primeiro tempo sem nenhum tipo de isolamento. Apenas uma grade separou as duas torcidas e o confronto foi inevitável. Somente dois minutos depois é que o policiamento se dirigiu ao local e separou as torcidas. E por alguns momentos foi utilizado gás de pimenta na torcida visitante.

Mas a má recepção começou na bilheteria. Somente a bilheteria sul estava vendendo os ingressos fazendo com que a torcida do Brasiliense fosse obrigada a se infiltrar no meio da torcida do Gama para comprar o ingresso. Houve rumores também de que os torcedores visitantes não estariam encontrando ingresso à meia entrada, o que fez dois ônibus de torcedores desistirem de assistir ao jogo.

Até a TV Brasiliense que normalmente transmite online os seus jogos teria sido impedida de filmar a partida das cabines de imprensa. Segundo matéria do site esporte candango, a diretoria do clube candango teria pedido direitos de arena para permitir a tranmissão. A assessoria de imprensa do alviverde informou que à princípio teria sido assim, no entanto após negociação foi dada autorização para que a equipe pudesse transmitir o clássico. Assim foi solicitado que a OI disponibilizasse uma linha telefônica com sinal de banda larga para o estádio. Porém esta não teria chegado à tempo e assim somente a rádio brasiliense transmitiu o jogo.

Falando ao programa Tribuna do Esporte desta semana, os representantes da torcida IRA Jovem se eximiram do quebra-quebra ocorrido no início do jogo. Segundo eles houve uma falha da PM ao permitir a entrada da torcida amarela sem o cordão de isolamento: "Eles passaram direto da arquibancada e foram de encontro à nossa torcida. Apesar dos nossos pedidos, muitos dos nossos integrantes deixaram a arquibancada e foram para o confronto. Nós (diretoria) conseguimos segurar dez pessoas, mas mais de trezentas é impossível" afirmou Bruno Carvalho diretor financeira do torcida organizada.

As provocações continuaram do lado de fora do estádio já que alguns integrantes da torcida rival deram a volta no estádio e jogaram bombas na arquibancada leste. Depois da partida ainda houveram confrontos onde a PM teve muito trabalho para conter a violência.

A pergunta que fica é: Porque no jogo de ida o policiamento foi efetivo e desta vez não? Até quando teremos que assistir briga de torcedores nos jogos entre Gama e Brasiliense? Até acontecer a morte de alguém?

Abaixo um vídeo de torcida que exibiu o espetáculo dantesco. A equipe do BLOGAMA NÃO é a favor de violência e condena esse jeito absurdo de torcer.




segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Batata queimada

Autor: Marcelo | segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 15 comentários


Jogador foi apontado como um dos responsáveis pela derrota no clássico.
Foto: www.jangadeiroonline.com.br

O alviverde candango vencia neste sábado o arquirrival e invicto Brasiliense até os quarenta e cinco minutos do primeiro tempo. Acuado, o time amarelo não viu a cor da bola enquanto o Gama passava a impressão que iria impor ao visitante a sua primeira derrota no certame.

Porém no segundo tempo, o Brasiliense reagiu e em dois lances praticamente iguais virou o jogo e derrotou o alviverde em seus domínios diante de sua torcida. A jogada foi basicamente esta: Passe preciso de Adrianinho para Bebeto livre pela esquerda, cruzamento nos pés de Rômulo e de Rômulo para o gol.

Ao final da partida, um dos jogadores mais chateados era Thiago Gaúcho. Falando à reportagem da Rádio Comunidade, o volante deu a entender que a derrota foi culpa da falha de marcação de Luizinho, meia de origem e improvisado na lateral direita: "A gente faz a nossa parte, mas aí tem uns jogadores que não tem comprometimento com o grupo e acabou que perdemos o jogo" falou o jogador apontando para a direita do campo mas sem falar nomes.

A torcida também elegeu o lateal como um dos culpados pela indigesta derrota. O torcedor Ítalo foi um dos que criticaram a atuação do jogador: "O primeiro tempo foi do Gama era para ter matado o jogo no 1º tempo. No 2º tempo duas bobeiras do Luizinho custaram os 3 pontos ao gama.. agora são 9 pontos no bezerrão que tem que ganhar para classificar sem sustos .." disse na comunidade do orkut. E o torcedor Felipe fez coro: "O time morreu no segundo tempo, dois vacilos do lateral direito tudo foi embora."; Roger foi ainda mais longe: "Cara... o técnico e demais jogadores do Gama têm que ficar muito puto com um lateral $#@ destes. Passam a semana toda treinando... abrem vantagem no jogo e esse s.. joga tudo por água abaixo. Todo um trabalho jogado fora" comentou.

OPINIÃO: O fato é que no jogo contra o Ceilandense Luizinho foi um dos melhores em campo e no primeiro tempo do clássico o jogador fez tudo certo. Não se pode também tirar os méritos da equipe do Brasiliense que por meio de seu técnico modificou a equipe e mudou o patamar da partida. Além disso, o meia Adrianinho viu muito bem os espaços daquele setor e foi muito inteligente ao passar as bolas em contra-ataque para Bebeto. Enfim, foi um jogo em que o Gama poderia ter saído vencedor mas quando duas equipes estão em pé de igualdade o resultado se decide nos erros cometidos e nas oportunidades aproveitadas. Será que só o Luizinho tem culpa no cartório?

De volta ao batente

Autor: Marcelo | | Categoria: | 12 comentários


Equipes de base retornam aos trabalhos em clima de indefinição.
Foto: Marcelo Gonçalo (www.blogama.com.br)

Após as disputas da Copa Mercosul em Rolândia-PR e a participação na Copa São Paulo de Juniores (vestindo a camisa do Santa Maria), as equipes de base do Gama retornaram hoje às atividades. O objetivo é preparar as equipes para as disputas da Copa AGAP e o Campeonato candango de juniores que está programado para começar no dia 15 de maio.


O BLOGAMA esteve hoje pela manhã no CT Ninho do Periquito para acompanhar a reapresentação. O técnico Enock Lopes esclareceu que pela manhã a reapresentação foi dos juniores e à tarde está prevista a reapresentação do Infantil e Juvenil.

A equipe de juniores vive uma fase de transição. A equipe que deverá disputar o campeonato candango será uma mescla dos jogadores que foram para a Copa São Paulo com os remanescentes da Copa Santiago do ano passado e os campeões juvenis de Brasília em 2010. Enock revelou que houve um assédio muito grande em cima dos meninos que foram à Copa SP inclusive do nosso maior rival, o Brasiliense. Segundo eles, por muito pouco o alviverde não perdia três destaques da equipe de base: o lateral direito Dudu, o meia Juninho e o atacante Kelvin. Felizmente a novela teve um final feliz e a diretoria do profissional registrou todos os jogadores.



Em compensação, os meninos aproveitados no profissional não deverão participar do grupo que disputará o Campeonato Candango e a Copa AGAP. Pelo menos é essa a expectativa do corpo técnico para a competição. Segundo Enock, o grupo de base vem realizando treinamentos com o profissional pelo menos duas vezes por semana. "O papel do técnico Heriberto da Cunha foi fundamental para que existisse esta abertura entre o profissional e a base. Isso motiva os garotos" afirma Enock. Prova dessa motivação é que pelo menos doze jogadores deixaram as categorias de base para ficarem definitivamente no grupo de profissionais.

Há ainda a possibilidade de um grupo de jogadores integrar uma excursão ao interior de são Paulo para fazer pré-temporada e realizar amistosos com equipes locais de Campinas e outras localidades, mas ainda não há nada confirmado neste sentido.



Com o grupo ainda em formação, o técnico Enock Lopes ainda realizará experiências e realizará testes com alguns jogadores e reavaliar outros para definir a equipe que deverá representar o Gama no Campeonato Candango da Categoria. O atacante Daniel que foi um dos destaques do grupo do ano passado ainda está em negociação com o alviverde e Ceilandense. Confira abaixo os jogadores que ficaram:

GOLEIROS: Paulo e Chico (Oliveira);
ZAGUEIROS: Dedê, Weder e Tiago;
LATERAIS: Leléu, Vitinho, Pacheco e Daniel;
VOLANTES: Mailon, Douglas, Pablo e Hiago;
MEIAS: Max, Jefferson e David (vindo do Planalto-DF);
ATACANTES: Gilvan e Darlan.

E é só subindo!

Autor: Sérgio Vinícius | | Categoria: | 6 comentários

Leandrinho ganhou lugar no elenco profissional
Foto: Acervo Pessoal
 
Assim como o famoso jargão do apresentador de TV Henrique Chaves, um jogador que passou pelas categorias de bate do Gama está "só subindo". Weverson Leandro Oliveira Moura, sabe quem é? Ele é mais conhecido como Leandrinho, tem 17 anos e surgiu no fraldinha do Cruzeirinho (time amador da cidade do Gama), passou pelo Juvenil do Gama e estourou no vice-campeonato do Gama na Taça Santiago de 2010. 

Com o destaque na principal competição da categoria, Leandrinho foi contratado pelo Grêmio de Porto Alegre para integrar o elenco Junior do tricolor gaúcho. O jovem atleta fez belas partidas na copinha 2011 e treinou bem nas vezes que o time profissional enfrentou o time Jr. o qual ele era titular. Renato Gaúcho viu que o garoto tinha qualidade e integrou-o no elenco profissional. Leandrinho entrou bem no último jogo do Grêmio contra o Ypiranga e fez o último gol de uma goleada por 5 a 0.


Confira abaixo os gols da partida de Grêmio 5x0 Ypiranga e veja o último gol marcado por Leandro 93.



sábado, 19 de fevereiro de 2011

TV BLOGAMA - Gols e melhores momentos da partida

Autor: Marcelo | sábado, 19 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 9 comentários


Apresentamos agora os melhores momentos da partida de hoje entre Gama e Brasiliense.





Gama 1x2 Brasiliense - Jacaré depenou o Periquito no Bezerrão

Autor: Marcelo | | Categoria: | 25 comentários


De virada Brasiliense vence o clássico e dispara no campeonato.
Foto: Marcelo Gonçalo (www.blogama.com.br)

Nâo deu para o Gama. Jogando em casa diante de sua torcida o alviverde deu a impressão de que quebraria a invencibilidade do arquirrival. Mas o jacaré explorou as deficiências defensivas do Gama e de virada venceu o anfitriâo por 2x1.



A torcida compareceu em bom número apesar do salgado preço dos ingressos. A organizada IRA Jovem fez uma recepção calorosa para a equipe alviverde. Mas o final da partida foi melancólico. Boa parte dos torcedores foi embora antes do apito final. E fora do estádio pra variar houve confronto entre as duas torcidas e diversos torcedores foram "enquadrados" pelo policiamento.

SÓ DEU GAMA
Como era esperado, os técnicos não apresentaram nenhuma surpresa na escalação. Acertadamente o técnico Heriberto da Cunha manteve a mesma equipe que saiu vitoriosa no jogo passado diante do Ceilandense. Com Gueldini a mesma coisa. Bastou a bola rolar que o Gama partiu pra cima do rival e se impôs dentro de campo.

Com Adrianinho marcado de perto por Thiago Gaúcho, Éderson foi liberado para apoiar o ataque. A estratégia deu certo pois o volante foi elemento surpresa nos lances de perigo proporcionados pelo alviverde.

Logo aos dois minutos Fábio Silva tocou na medida para Éderson pela esquerda. O jogador cruzou para a pequena área e por pouco Elivelto não abre o placar. Gilson se antecipou no lance e defendeu. Alguns minutos depois o mesmo Éderson arriscou de fora da área e Gilson bateu roupa nos pés de Bachin que ajeitou para Thiago Gaúcho chutar pra fora. Em seguida Luizinho ganhou dividida de bola e cruzou na medida para Elivelto cabecear por cima do gol.

A torcida do Brasiliense chegou ao estádio e uma cena bizarra foi vista no estádio. O policiamento não cercou as torcidas e ambas correram para o confronto sendo separadas apenas por uma grade. Houve troca de sopapos e objetos foram lançados em direção às torcidas. O árbitro Wilton Sampaio parou o jogo e esperou a PM chegar sem pressa para separar os brigões.

Depois de alguns minutos a bola voltou a rolar. O Gama era visivelmente melhor em campo e parecia que o gol não tardaria a sair. Bachin em um bonito lance fez boa jogada de linha de fundo e tocou para Elivelto chutar em cima da marcação. O Brasiliense só teve chance de gols aos 15 minutos quando Ruy cruzou pela direita por cima mas Djavan e Adrianinho bateram cabeça e perderam o lance. Na sequência Ferrugem cruzou para a área e a zaga do Gama desviou pra fora.

Aos 20 o Gama abriu o placar. Elivelto recebeu em profundidade, correu, parou, olhou e cruzou no segundo pau para Fábio Silva cabecear para trás e deixar Éderson livre para fuzilar Gilson. 1x0 e alegria nas arquibancadas. Éderson foi comemorar o gol junto da torcida.

O Brasiliense então passou a correr atrás do prejuízo e insistia em jogadas pelo meio. Primeiro com Deda que arriscou do meio de campo forçando Fernando Vizotto a praticar boa defesa. Depois foi a vez de Adrianinho chutar de longe sem perigo para Vizotto.

Aos 38 um lance polêmico. Bachin recebeu na pequena área e cercado por quatro defensores foi calçado por trás caindo ao chão. A torcida pediu pênalty mas o árbitro Wilton Sampaio mandou o atacante se levantar. O Brasiliense teve então a melhor chance do primeiro tempo. Djavan recebeu bola na pequena área e girou pra o gol, mas a bola foi por cima. O juiz então apitou o intervalo.



RÔMULO RESOLVE
Na volta para o segundo tempo o técnico Reinaldo Gueldini efetuou duas trocas: tirou o improdutivo Ruy e o atacante Djavan para promover as entradas de Coquinho e Rômulo respectivamente. O Gama voltou sem alterações. O que se viu a seguir foi um Brasiliense muito mais ofensivo. Certamente orientado pelo técnico, Coquinho colou em Éderson e mandou Bebeto puxar as jogadas nas costas de Luizinho.

As mudanças surtiram efeito e o Brasiliense passou a explorar a defesa do Gama. Por muito pouco o Brasiliense não abre o placar no primeiro minuto. Em boa tabela entre Bebeto e Cicinho, o lateral recebeu livre na pequena área e de frente com Vizotto o lateral chutou e Éverton salvou em cima da linha.

Agora era o Brasiliense que dominava a partida. O posicionamento da defesa do Gama foi outro no segundo tempo e as laterais ficavam expostas. O volante Éverton começou a avançar para o meio de campo e deixou a defesa exposta ao contra ataque. Desorganizado em campo o alviverde começou a proporcionar espaços que foram muito bem explorados pelo ataque do time amarelo.

Não demorou muito e o Brasiliense marcou o gol de empate. Aos 8 Luizinho perdeu bola no campo de ataque e a bola sobrou para o maestro Adrianinho. O meia ligou rapidamente o contra ataque com Bebeto pela esquerda que avançou e tocou para Rômulo livre de marcação entortar a zaga e chutar para o gol. 1x1.

O gol sofrido desestruturou a equipe gamense que viu o visitante ampliar. Aos 14 em jogada similar, Bebeto recebeu pela esquerda e Rômulo de novo chutou para o fundo das redes. Era a virada do Brasiliense. 2x1 jacaré.

Vendo a porteira aberta, o técnico Heriberto da Cunha tirou Luizinho para a entrada de Kabrine. Dudu foi para a lateral direita. O Gama estancou a sangria mas tinha que correr atrás do prejuízo. Gueldini então fechou a defesa do Brasiliense ao tirar o lateral direito Patrick para a entrada do zagueiro Teco. Com três zagueiros em campo o lateral Cicinho ganhou liberdade para avançar ao ataque e deu uma enxaqueca aos atordoados defensores do Gama.

O nó tático dado por Gueldini amarrou o ataque do Gama tanto que nem Bachin nem Fábio Silva viram a cor da bola. O técnico Heriberto da Cunha então abriu mais o time colocando o meia William César e o atacante Anderson nos lugares de Éderson e Bachin que sentiu a perna. Mas as mudanças não surtiram efeito. Nervoso em campo os jogadores passaram a errar passes de meio metro e jogadas básicas.

O gama ainda criou uma boa chance quando Anderson experimentou de fora da área mas Gilson espalmou pra fora. Já o Brasiliense quase amplia com a mesma jogada dos gols anteriores, mas Rômulo não contava com a furada de Thiago Gaúcho e perdeu o que seria o terceiro gol do Brasiliense.

Vendo a equipe entregue sem poder de reação, a torcida começou a deixar as arquibancadas do estádio. E por pouco não vê o Brasiliense ampliar em chute forte de Coquinho bem defendido por Fernando Vizotto ou na cabeçada de Rômulo pra fora. Final de jogo: Gama 1, Brasiliense 2. Para coroar o vexame, alguns torcedores de Gama e Brasiliense resolveram entrar em confronto e a PM teve muito trabalho para apartar os brigões.



As consequências da derrota só não foram piores porque na outra partida da rodada Brasília e Ceilândia não passaram de um empate por 0x0. Mas amanhã o Gama pode cair até duas posições na tabela dependendo do resultado do jogo de amanhã entre Formosa e Botafogo. O alviverde agora tentará se recuperar na próxima rodada quando enfrentará o CFZ próximo sábado no estádio Bezerrão às 18:00 já que às 16:00 ocorrerá o jogo festivo entre Amigos de Zico e um Selecionado local.

RESULTADOS
- Gama 1x2 Brasiliense;
- Brasília 0x0 Ceilândia;
- Formosa x Botafogo;*
- CFZ x Ceilandense;*

*Jogos a se realizarem neste domingo

FICHA TÉCNICA

Gama 1x2 Brasiliense
Local: Estádio Bezerrão
Árbitro: Wilton Sampaio
Assistentes: Whestane Cassiano e Daniel Rodrigues
Público: 3.419 pagantes
Renda: 37.405,00
Cartões Amarelos: Raphael, Teco, Ferrugem, Bebeto(Brasiliense); Éverton e Éderson(Gama)
Cartões Vermelhos: Não Houve

Gama
Fernando Vizotto; Luizinho(Kabrine), Da Silva, Pedrão e Dudu; Éverton, Éderson(William César), Thiago Gaúcho e Elivelto; Fábio Silva e Bachin (Anderson Sheik).
Técnico: Heriberto da Cunha.

Brasiliense
Gilson; Cicinho, Raphael, Moacri e Patrick(Teco), Deda, Ferrugem, Ruy(Coquinho) e Adrianinho; Bebeto e Djavan(Rômulo);
Técnico: Reinaldo Gueldini.

Duelo de artilheiros agita clássico de hoje

Autor: Marcelo | | Categoria: | 7 comentários


Gama e Brasiliense entram em campo hoje às 17:00 no magnífico estádio Bezerrão para realizarem o clássico de número 41 do certame. E o clima para o jogo é o melhor possível para ambas as equipes. Recentemente rebaixados nos campeonatos nacionais, a responsabilidade de mostrar serviço à torcida é grande e a resposta pode ser dada já no estadual.

Tanto Gama quanto Brasiliense vivem ótimos momentos no campeonato. Ambos mantiveram seus elencos e se reforçaram e ocupam as primeiras posições na tabela. O Brasiliense é o único clube invicto da competição, tem o melhor ataque (15 gols), a melhor defesa (apenas três gols sofridos) e está praticamente classificado à segunda fase do campeonato.

Já o Gama penou para se achar na competição. Depois de passar em branco nas duas primeiras rodadas, o Gama acabou com o jejum de 329 dias sem vencer na terceira rodada do candangão ao derrotar o rebaixável CFZ em casa. Com apenas uma derrota e três vitórias (a última fora de casa diante do ameaçado Ceilandense), o alviverde ocupa a vice-liderança seguido de perto por Botafogo e Formosa com o mesmo número de pontos (13) mas com menor saldo de gols.

Hoje ocorrerá o duelo dos artilheiros do campeonato. Fábio Silva do Gama aceitou o desafio de Bebeto do Brasiliense de doarem cestas básicas para uma entidade para quem marcar menos no duelo de hoje. Ambos os jogadores brilharam nos gramados nordestinos: "Ele me desafiou e eu aceitei. Espero que dê uma dobradinha e que Gama e Fábio Silva saiam vencedores" brincou o artilheiro gamense.

Para o duelo de hoje ambas as equipes devem manter as equipes que jogaram na última rodada. Tanto Gama quanto Brasiliense fecharam as portas para imprensa no último treino antes do clássico. "Num clássico quanto menos o adversário souber do nosso time, melhor. Ainda mais tratando-se de um jogo entre líderes" disse o zagueiro Pedrão.

Analisando individualmente o elenco de cada um, o Gama leva uma certa vantagem no duelo, mas como diz o jargão, clássico é clássico" e tudo pode acontecer. No último confronto realizado no estádio Bezerrão, deu Gama: 3x1 com direito a olé e confusão. Na última partida do primeiro turno as equipes não passaram de um 0x0. Confira uma análise "mano a mano" de cada jogador:

Goleiros (Fernando Vizotto x Gilson): Vizotto chegou ao time titular depois da saída de Alencar e não saiu mais. O goleirão tem demonstrado segurança debaixo da trave e feito boas defesas. Já Gilson ainda está longe de ser unanimidade no jacaré. Com Guto contundido, o goleiro que veio da Ponte Preta tem sido ajudado pela sólida defesa do Brasiliense. Quando aparece para defender normalmente "bate roupa". Gama 1x0.

Lateral Direito(Patrick x Luizinho): Patrick que já passou pelo Gama é o atual lateral da equipe mas não vem sendo unanimidade. Longe de ser aquele lateral vigoroso e ofensivo, Patrick tem alternado bons e maus momentos na competição. Já Luizinho que é meia foi improvisado na função no jogo passado e não decepcionou. Gama 2x0.

Zagueiro Direito (Pedrão x Raphael): Pedrão é titular da equipe do Gama desdo o final do ano passado. O jogador que é uma das referências do time é o jogador que mais comete faltas da equipe e por vezes passa insegurança à equipe. no jogo passado em uma falha sua a equipe do Ceilandense marcou o segundo gol. Já Raphael chegou ao Brasiliense e conseguiu a titularidade mantendo uma boa regularidade. Além de ter maior estatura, marca melhor sem fazer muitas faltas. Gama 2x1 Brasiliense.

Zagueiro Esquerdo (Moacri x Da Silva): Moacri jé tem muita estrada no Brasiliense e foi preciso muito trabalho para compensar a saída de Aílson, seu ex-companheiro que se mandou para o Guarani. O zagueirão se deu bem com Raphael e juntos têm realizado um ótimo trabalho. Já Da Silva é um zagueiro apenas razoável. Gama 2x2 Brasiliense.

Lateral Esquerdo (Dudu x Cicinho): Aí está o ponto fraco de ambas as equipes. Tanto o time alviverde quanto o amarelo resolveram improvisar laterais de outro setor para conseguirem mais efetividade. No duelo dos improvisados, Cicinho leva vantagem sobre Dudu pela qualidade e experiência. Gama 2x3 Brasiliense.

Volante Central (Éverton x Deda): Neste setor, Éverton tem sido fundamental para a equipe do gama. Sem ele o Gama fica exposto na marcação e o jogador tem feito boas apresentações. Já Deda que foi um dos melhores marcadores que passaram pelo DF vem caindo de produção e a idade já começou a pesar. Gama 3x3 Brasiliense.

Segundo Volante (Ferrugem x Éderson): O ex-xodó do Gama é peça fundamental da equipe amarela nos dias de hoje. Responsável pelas roubadas de bola e por desafogar a defesa para o meio de campo, Ferrugem além de bom marcador ainda marca os seus golzinho. Éderson se revelou um volante à altura da camisa do Gama e possui as mesmas características do primeiro porém com mais regularidade. Gama 4x4 Brasiliense.

Meia Defensivo (Thiago Gaúcho x Ruy): O volante gaúcho que é homem de confiança de Heriberto da Cunha além de marcar tem a missão de ajudar na armação das jogadas. Já Ruy é um meia clássico que não marca ninguém. Mas em termos de qualidade o "cabeção" ainda leva vantagem sobre seu rival. Gama 4x5 Brasiliense.

Meia de Ligação (Elivelto x Adrianinho): O ex-júnior vem se destacando no meio de campo do alviverde. Em plena forma física, Elivelto está "voando" em campo, mas às vezes falta aquela visão de jogo para servir seus companheiros. Já a qualidade de Adrianinho é indiscutível. Com ele em campo o Brasiliense é um time muito perigoso. Se deixá-lo desmarcado é derrota certa. Gama 4x6 Brasiliense.

Primeiro Atacante (Djavan x Bachin): Djavan é um atacante que tem a velocidade como ponto forte, porém tecnicamente deixa a desejar principalmente no quesito conclusão à gol. Já a estrela solitária Bachin é completamente diferente. Bachin além de veloz tem uma técnica refinada de dar inveja a qualquer atacante. Gama 5x6 Brasiliense.

Segundo Atacante (Bebeto x Fábio Silva): Bebeto está em ótima forma física e "derrubou " o atacante paraguaio Beto Acosta do time titular. Dono de uma boa movimentação, Bebeto é um atacante perigoso quando avança da intermediária porém não tem uma boa conclusão. Já Fábio Silva demonstrou em campo que bola na área é com ele. Além de ajudar os companheiros, o atacante gamense é efetivo e oportunista. Gama 6x6 Brasiliense.

Técnico (Heriberto da Cunha x Reinaldo Gueldini): Inteligente e realista, Heriberto passa calma e confiança aos seus comandados. Porém na hora que é preciso, Heriberto não vacila em mexer na equipe. Gueldini tem a característica de montar equipes ofensivas porém sua teimosia às vezes deixa a desejar. Mesmo todo mundo vendo que determinado jogador está mal em campo, Gueldini prefere não dar o braço a torcer e prejudicar a equipe a ser acusado de montar o time errado. Falta humildade ao treinador. Gama 7x6 Brasiliense.

O jogo de hoje será transmitido ao vivo no site oficial do Brasiliense a partir das 16:30 pelo endereço www.brasiliensefc.com.br.

TORCIDA PRESENTE MAS COM PROTESTO
A torcida IRA Jovem promete estar presente ao Bezerrão na tarde de hoje apesar dos ingressos caros. Mas além de incentivar a equipe, a torcida irá protestar contra a decisão da diretoria em manter os preços dos ingressos caros.

Para evitar confrontos, a organizada vai partir a pé de sua sede localizada no setor oeste escoltada por policiais rumo ao Bezerrão. A torcida do Brasiliense chegará depois em ônibus e também será escoltada pela PM.

O BLOGAMA faz um apelo à torcida para que as provocações fiquem restritas às arquibancadas. Chega de violência. Vamos torcer em paz e retornar às nossas famílias no final do jogo.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Time que está ganhando...

Autor: Marcelo | quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 8 comentários


O técnico Heriberto da Cunha trabalha em dois períodos no CT do Periquito visando o clássico de número 41 do duelo verde-amarelo. Até o momento o Brasiliense tem 14 vitórias contra 13 do Gama. E em 13 vezes o confronto terminou empatado.

Para empatar o retrospecto a expectativa é pela manutenção do time que venceu o Ceilandense na última rodada. O lateral direito Allan que foi titular absoluto até a rodada passado foi vetado pelo departamento médico e acabou sendo substituído por Luizinho que fez boa partida tanto defensiva quanto ofensivamente. Na esquerda o improvisado lateral direito Dudu deu conta do recado e pelo menos apoiou a marcação. o retorno de Cláudio ao time titular ainda é incerto tanto quanto a estréia de Marcelo Maciel.

Ao menos uma coisa é certa: A estrela solitária Bachin é presença certa no ataque ao lado do matador gamense Fábio silva com 5 gols marcados. Dificilmente Heriberto irá aprontar alguma surpresa para o técnico Reinaldo Gueldini. O meio de campo deverá seguir a mesma formação do jogo passado: Éverton, Éderson, Thiago Gaúcho e Elivelto.

O último treino de apronto será nesta sexta-feira no Centro de Treinamento Ninho do Periquito.

Já pelas bandas de Taguatinga, o Brasiliense anunciou a contratação do atacante Rômulo ex-Grêmio Prudente/SP para o restante da competição e Copa do Brasil. O jogador pode até estrear no clássico.

De grão em grão

Autor: Marcelo | | Categoria: | 10 comentários


Restando apenas dois dias para o clássico entre Gama e Brasiliense, os técnicos e jogadores se preparam física e psicologicamente para tentar abocanhar três pontos do rival. No primeiro jogo realizado no Serejão, houve um empate sem gols.

E a torcida se mobiliza para estar presente nesta partida que tem um sabor diferenciado das demais. Ganhar uma partida é uma coisa, mas ganhar do rival é muito melhor. Para isso o torcedor quebra a cabeça pensando em como evitar pagar o preço absurdo de R$ 20,00 pelo ingresso na arquibancada descoberta e assistir o clássico.

A torcida IRA Jovem que realizou um intenso protesto boicotando as partidas em casa liberou os seus participantes para aderirem ao novo Projeto Torcedor. No entanto a medida teve pouco efeito prático. Poucos torcedores da organizada procuraram a secretaria da SEG para assinarem contrato. A tendência é de que haja uma "farra" das carteiras estudantis no dia da venda dos ingressos.

Na última quarta feira surgiu a informação no site oficial do clube de que o Projeto Torcedor já estaria em pleno funcionamento. O torcedor que quiser aderir ao Projeto terá que ir à Secretaria do clube para efetuar o cadastro, pagamento e sair com a carteira para no dia seguinte enfrentar as filas da Bilheteria e comprar o ingresso com desconto.

No entanto quem quiser aderir ao Projeto Torcedor precisará mais do que documentos e dinheiro na mão. Será necessário uma boa dose de paciência. Isto porque a Administração do estádio ordenou que apenas um torcedor de cada vez tenha acesso à sala da Secretaria para efetuar a inscrição no programa. Como cada torcedor demora em torno de dez a quinze minutos para realizar a operação, a espera do lado de fora do estádio torna-se inevitável.

Como só é possível realizar a adesão ao projeto de forma presencial (no primeiro sócio torcedor era posível fazer a adesão pela internet) a previsão é de muita confusão para amanhã e no dia do jogo, já que poucas pessoas podem deixar o trabalho em horário comercial para efetuar a adesão ao Projeto.

INGRESSOS À VENDA A PARTIR DE SEXTA
O site oficial do clube também anunciou que os ingressos para o clássico poderão ser adquiridos a partir de amanhã (08) das 9:00 às 17:00 horas nas bilheterias do estádio Bezerrão. Os preços são os seguintes: Arquibancadas norte, leste e sul (R$ 20,00 a inteira, R$ 10,00 a meia e R$ 5,00 para Projeto Torcedor); Arquibancada Oeste (R$ 30, 15 e 10 respectivamente) e Cadeira VIP (R$ 40, 20 e 15 respectivamente). Sócios Torcedores com mensalidade em dia têm franquia na catraca exclusiva.

E NÃO ADIANTA ESPERNEAR
O BLOGAMA entrou em contato com o Ouvidor da Federação Brasiliense de Futebol Sr. Leonardo para esclarecer a questão da legalidade ou não da cobrança de ingressos com valor superior ao estipulado no arbitral da competição (R$ 20,00). O Gama oferece a cadeira coberta ao preço de R$ 30,00 e a cadeira VIP a R$ 40,00.

Segundo o ouvidor, a regra não aplica ao estádio Bezerrão por ser o único estádio de Brasília a ter setores diferenciados: "Quem estipula o valor dos ingressos é o clube, não a Federação. O arbitral definiu o preço máximo para ingressos em arquibancada descoberta que é o de R$ 20,00. Mas o clube não é obrigado a colocar o mesmo preço da arquibancada descoberta em outros setores mais privilegiados" afirmou.

Leonardo disse também que o clube é obrigado a vender pelo menos metade da capacidade do estádio ao preço popular máximo estabelecido no arbitral. O Presidente da federação Brasiliense de Futebol Paulinho Araújo que advertiu em janeiro o clube pela mesma prática não foi localizado.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Nunca serão...

Autor: Sérgio Vinícius | terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 29 comentários



Está chegando o jogo mais esperado por todos os gamenses até o momento. Qual jogo? O clássico Gama x Brasiliense no estádio BEZERRÃO, na nossa casa! Para quem não se lembra, em 2009 no mesmo jogo colocamos mais de 17 mil pessoas presentes no estádio, uma grande festa e um resultado por 1 a 1.

Ano passado mais de 12 mil pessoas presentes e aplicamos um lindo 3 a 1 para cima "deles". Esse é um jogo que gera muita expectativa, enfrentar nosso arqui rival em nossa casa.... Mas pera aí, quem foi que disse que eles são nossos arqui rivais?

São 35 anos de existência de uma SOCIEDADE Esportiva do Gama contra apenas 10 anos de existência de um clube empresa. Nosso time surgiu da união de vários conhecidos que eram amantes do futebol da cidade do Gama. Já a equipe dele (só tem um dono) surgiu de atitudes que muitas pessoas consideram duvidosas até hoje.

Ainda na década de 70 a população do Gama se movimentava como podia para assistir aos jogos daquele time que estava surgindo na cidade. Com poucos recursos foram levando como podiam e a torcida sempre comparecia. Como nos dias de hoje íamos em bom número inclusive nos jogos fora de casa. Quem acompanha o Gama desde quando os "rivais" surgiram lembra dos ônibus fretados pelo presidente "deles" com direito a ingresso e lanche para eles "torcerem" para aquele time que surgia no início da década de 2000 como a promessa do futuro esportivo do DF.

Honestamente? Não temos rival a nossa altura. Não digo no quesito elenco, porque há 3, 4 anos atrás quando jogávamos a Série B eram jogos fáceis: Marília, CRB, Ponte Preta, entre outros. Naquela época se falasse a qualquer um de nós que teríamos medo de perder, e o pior, perderíamos de 3 a 1 para o grandioso Formosa alguém acreditaria?

Amigos... Não temos rivais a nossa altura pela nossa história. Há uma parte da torcida gamense que acredita no Brasília como nosso arqui-rival. Pelo tempo, pela história dos jogos? Sim! Mas de qualquer forma nunca foram e nunca serão como nós. O Brasiliense não é nosso arqui rival pelo simples fato de não ter a história que nós temos, de não terem uma torcida aguerrida, apaixonada e calejada como a nossa.

Eles não tiveram jogadores a altura do que nós tivemos. Eles tiveram Jr. Baiano, Iranildo, Marcelinho Carioca, Vampeta, Acosta e outros de renome nacional mas nunca terão Romualdo, Lindomar, Rodriguinho, Rochinha, Rodrigo, Paulo Henrique, Leonardo Manzzi, Jairo. Você pode dizer: "Mas vários passaram por lá". Mas não da forma que passaram por aqui! Isso porque sou novo e não vi jogar aqueles das décadas de 70, 80 e os que vi no início da década de 90 não me recordo.

Somos nós que fazemos desses jogadores craques, ídolos. Jogadores de encher os olhos. Somos nós que enchemos a bola desses caras muitas vezes oriundos de pequenos times para que joguem um bolão para NÓS. Os verdadeiros jogadores do Gama jogavam para nós! E faziam isso muito bem.

Quem lembra dos anos que jogamos no Mané Garrincha pela interminável obra do Bezerrão? "Ahh, mas só iam mil pessoas nos jogos". Preste a atenção e olhe hoje no Bezerrão, as mesmas mil pessoas estão lá. Sentadas ou em pé. Gritando ou caladas. Elogiando ou xingando. Mas estão lá. Nos anos de 2006, 2007 me lembro do rosto de muitos no Mané Garrincha. Alguns viraram meus amigos. Não digo conhecido de acenar de longe. Digo amigo. De poder contar nas horas difíceis, amigo de frequentar minha casa.

De forma ou de outra somos uma torcida unida. Vista por torcedores de outros times (que quase nem tem torcida) como uma torcida chata. Mas nós somos chatos porque podemos ser chatos. Podemos ser chatos, exibidos, amostrados, insistentes, por tudo aquilo que passamos. Da glória ao fundo do poço nós vimos muita coisa. Sentimos muita coisa na pele, no bolso. Podemos olhar nossas mãos calejadas e dizer: Eu sou torcedor do Gama!

Internamente na torcida do Gama em geral uns criticam os outros, desaprovam muitas atitudes que outros torcedores tomam, como em grandes famílias. Mas... Que venha algum desavisado falar mal dos torcedores do Gama, qualquer seja ele. De organizada, família, bagunceiro, idoso, da turma do amendoim, que algum "torcedorzinho" fale mal de algum deles. Ele não está mexendo com uma categoria da torcida do Gama, e sim com A TORCIDA do Gama inteira. Basta observar em jogos fora de casa.

Pena que perdemos um pouco do respeito dos manda-chuvas do Gama. Aqueles que deviam nos acolher, proteger e fazer com que o nosso amor pelo Gama cresça, não estão fazendo isso. Estão nos maltratando. Estão fazendo com que cada vez percamos a vontade de ir ao estádio. Hoje em dia raramente vemos guerreiros com a camisa do Gama em campo. Mas ainda assim aqueles jogadores que estão em campo se entusiasmam quando nós pegamos fogo nas arquibancadas.

Então que peguemos fogo nas arquibancadas neste sábado. Mesmo com o alto preço dos ingressos façamos uma linda festa no Bezerrão. Leve seu filho para o Bezerrão, leve sua esposa, sua sogra, seu tio, sua tia. Mostre para eles que não é só na televisão que existe torcida apaixonada, barulhenta.

O Brasiliense por tudo que fez nos seus 10 anos de vida, por seu elenco, pelo dinheiro que tem é um grande adversário. Mas não nosso arqui rival. Não é um rival que se coloque do nosso tamanho. Mostremos a eles o nosso tamanho, de tudo aquilo que engloba a SOCIEDADE Esportiva do Gama.

Sábado coloque sua camisa do Gama, leve cartazes bem humorados, balões, tome uma cerveja na porta do estádio. Xingue de veado gritando aquele amigo que está passando lá longe e você não vê há anos. Grude no alambrado (isso se a polícia e  a segurança do estádio deixarem), coma seu amendoim, pule, grite, abrace um desconhecido na hora do gol mas não deixe que se perca no tempo tudo que os jogos do Gama representam em nossas vidas. É indescritível o que esses quase 20 anos frequentando o estádio representam para mim, que somou em minha vida.

Meu nome é Sérgio Vinícius tenho 20 anos de idade e sou estudante de jornalismo mas  o principal é que há 20 anos sou torcedor da Sociedade Esportiva do Gama!

Obrigado a todos que fizeram de mim gamense!







Gama contrata jogador de nome complicado

Autor: Marcelo | | Categoria: | 6 comentários


Meia jogou várias temporadas no futebol grego.
Foto: Soccerway.com

O site oficial do alviverde anunciou ontem a contratação do meia Diogo Kronhardt. O jogador que é meia de origem tem 30 anos e chegou a Brasília para trabalhar na padaria da família. Porém recebeu convite para treinar no alviverde e depois de duas semanas foi aprovado pela comissão técnica e já está confirmado no elenco gamense.

Diogo Alfredo Kronhardt é paranaense e apareceu no futebol jogando no Jacareí-SP. Depois passou seis temporadas no futebol grego retornando ao Brasil ano passado. Seu último clube foi o Chapecoense-SC porém não era titular.

O jogador irá disputar posição com Tallys, Elivelto, William César, Kabrine e Dudu.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

TE CUIDA GAMA! CBF estuda criar mais uma série do campeonato brasileiro

Autor: Marcelo | segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 5 comentários


Uma notícia divulgada agora à tarde virou motivo de apreensão da torcida gamense. Em entrevista ao canal esportivo Sportv, o diretor técnico da CBF Virgílio Elísio afirmou que participou de uma reunião com cinco vice-presidentes da Federação para discutir a criação da série E do campeonato brasileiro.

A mudança que valeria já a partir do ano que vem seguiria os mesmos moldes da atual série D: quarenta clubes divididos em dez grupos regionalizados de quatro times na primeira fase jogando em turno e returno. Os dois primeiros classificados de cada chave se classificam à fase seguinte onde daí em diante jogam no sistema de mata-mata até o final. Os quatro times que forem melhor classificados sobem para a série D.

Em compensação os últimos quatro clubes que disputarem a série D serão rebaixados para a quinta divisão que deverá ser criada. Com a decisão a série D deverá ser "enxugada" para vinte clubes e deverá ter a mesma fórmula de disputa da atual série C. Assim, a classificação para a Série D de 2012 seria feita da seguinte maneira: os quatro rebaixados da Série C 2011 e os 16 melhores colocados da Série D 2011 que não conquistaram o acesso. Os outros 24 clubes da Série D deste ano que não conseguirem ficar entre os 16 melhores, irão automaticamente para a Série E, que seria completada com mais 16 clubes por critério técnico.

Para o Gama que vem de dois rebaixamentos seguidos nos últimos três anos, é motivo de reflexão para que o clube volte rapidamente ao seu lugar o mais rápido possível, a série A ou B.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

TV BLOGAMA - Gols e melhores momentos da partida

Autor: Marcelo | domingo, 13 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 5 comentários


Esse vale a pena ver. Apresentamos agora os melhores momentos da partida de hoje entre Ceilandense e Gama.



Ceilandense 2x4 Gama - Periquito afunda dragão e sobe para a vice-liderança

Autor: Sérgio Vinícius | | Categoria: | 13 comentários


Jogadores comemorando gol próximo a torcida e demonstrando união no grupo.
Foto: Sérgio Vinícius (blogama.com.br)


Finalmente o Gama venceu fora de seus domínios no Candangão 2011. Na tarde do último domingo (13), o alviverde foi até a Ceilândia e venceu por 4 a 2 o vice-lanterna Atlético Ceilandense.

Foi a primeira vitória do Gama sobre o rival desde que o Ceilandense subiu para a primeira divisão. Até o jogo de hoje foram três jogos e três empates. O destaque ficou por conta do retorno do atacante Bachin no comando de ataque do Gama. A estrela solitária marcou o seu segundo gol na competição.



Antes da bola rolar o policiamento responsável pela segurança do jogo barrou a entrada de torcedores do Gama para o interior do estádio. Depois do jogo começar é que a torcida finalmente pôde entrar para as arquibancadas do Abadião. A torcida do alviverde estava em maior número no estádio, maior do que a torcida da casa que veio "reforçada" por integrantes da torcida rival do Gama.

JOGÃO
O técnico Heriberto da Cunha colocou em campo um time bem diferente do que a torcida estava acostumada a ver. As principais mudanças foram nas laterais. Mesmo com a liberação de Alan o comandante preferiu colocar o meia Luizinho na posição. E na lateral esquerda Dudu que é destro de origem foi improvisado na posição. No ataque Bachin substituiu Anderson Sheik que foi para o banco.

A bola começou a rolar e o Ceilandense começou melhor. Logo aos dois minutos de partida o zagueiro Thiago Eciène assustou o goleiro Fernando Vizotto que acabou levando uma "medalha" do jogador. Felizmente a zaga tirou a bola pra longe do gol.

O Gama então tomou as rédeas da partida e abriu o placar aos seis minutos. Bachin recebeu na esquerda e arrancou para a pequena área. A jogada foi tão bonita que a zaga do Ceilandense ficou hipnotizada assistindo o atacante passar como quis pela marcação e da meia lua chutar no canto esquerdo de Anderson. A comemoração teve direito até à dancinha do "créu". 1x0 Gama.



Depois do gol sofrido o Ceilandense acordou e partiu com tudo pra cima do alviverde em busca do gols de empate. E focaram suas jogadas de ataque ora pela esquerda com Bobby ora em jogadas de bola parada. Mas os jogadores escalados por Heriberto nas laterais assumiram bem suas funções e ajudaram na marcação. E foi uma boa ajuda já que Éderson e Thiago Gaúcho se aventuraram bastante no ataque. Isto porque Elivelto foi marcado individualmente por Betson dificultando a armação das jogadas.

O Gama era melhor na partida mas o Ceilandense foi atrás do gol de empate e o jogo ficou franco. Assim o time da casa chegou ao empate em jogada de bola parada. Aos 24 cobrança de escanteio de Gláuber, a zaga não conseguiu tirar e Michel cabeceou para as redes de Vizotto. Era o gol de empate do Ceilandense. 1x1

O alviverde não sentiu o gol e manteve o mesmo ritmo de jogo. Tanto que o Ceilandense nem teve muito tempo para comemorar. Quatro minutos depois o artilheiro Fábio Silva recebeu passe pela direita, driblou a marcação e cruzou para a área. O zagueiro Neuran tentou tirar de canela mas acabou marcando contra o patrimônio. Gama 2x1.

O Gama inclusive passou a mostrar uma outra característica: marcou a saída de bola do adversário que teve muitas dificuldades de armar as jogadas de ataque. O Ceilandense só voltou a assutar aos 37 minutos quando Luiz Fernando tabelou com Glauber que cruzou fraquinho para a área. Mas a bola resvalou na zaga e enganou Vizotto. Felizmente a bola bateu na rede pelo lado de fora. O Gama respondeu em cobrança de escanteio que Fábio Silva por pouco não amplia. O primeiro tempo terminou com o alviverde em vantagem.

GOLEADA!
No segundo tempo ambas as equipes retornaram sem modificações. O Gama manteve o ritmo forçando as jogadas por meio dos seus atacantes que buscavam os flancos. Mas o Ceilandense mostrou suas garras novamente. Aos 12 minutos o lateral Luizinho matou um ataque do Ceilandense e tocou para Pedrão. O zagueirão bobeou e acabou espirrando a bola nos pés de Bobby que tocou para Luiz Fernando. O meia fez um pivô, girou de direita e surpreendeu Vizotto. O técnico Heriberto da Cunha foi à loucura com a lambança.2x2.

O Gama foi à luta e respondeu em seguida com mais uma boa jogada de Bachin que tocou para Éderson mas o volante isolou. Depois Fábio Silva assustou Anderson quando chutou colocado à sua esquerda mas o goleiro defendeu. O gol do Gama estava ficando madurinho e não demorou muito para que saísse. Aos 25 cobrança de escanteio de Elivelto e Thiago Gaúcho escorou para o fundo do gol de Anderson. Gama 3x2 Ceilandense. Os jogadores foram à torcida e se abraçaram para comemorar.

O técnico Ricardo Pinto então resolveu mexer. tirou o atacante Michel para promover a entrada de Léo. Heriberto resolveu poupar Elivelto e colocou Tiago Matos em seu lugar. o volante entrou meio perdido em campo sem saber se marcava ou apoiava. Ricardo respondeu com a entrada de Chefe e Neilson nos lugares de Cris e Alcione.

Mas o Gama fechou o caixão do Ceilandense aos 32 minutos. Éderson cobrou falta muito alta e parecia que a bola iria pra fora. Porém teve efeito contrário. A bola caiu na pequena área e Fábio Silva de peixinho marcou o quarto gol. Anderson foi um mero expectador na jogada. Gama 4x2 Ceilandense.

Heriberto então fez mais duas substituições. Tirou Luizinho e Thiago Gaúcho para colocar o atacante Hugo e o meia William César. O que se viu a seguir foi o alviverde perdendo diversas oportunidades de ampliar. Mas a meta foi cumprida. Final de jogo: Gama em segundo lugar 4, Ceilandense na zona de rebaixamento, 2.

O Gama foi aos treze pontos empatado em número de pontos com Botafogo e Formosa porém com melhor saldo de gols. O alviverde agora somente entrará em campo no próximo sábado às 17:00 no magnífico estádio Bezerrão para enfrentar o arquirrival Brasiliense.




RESULTADOS DA RODADA
- Brasiliense 2x0 CFZ;*
- Ceilândia 2x2 Formosa;*
- Botafogo 3x1 Brasília;
- Ceilandense 2x4 Gama;
*Jogos realizados no sábado

FICHA TÉCNICA

Ceilandense 2x4 Gama

Local: Estádio Abadião
Árbitro: José Caldas
Assistentes: Luciano Benevides e José Reinaldo
Público: 232 pagantes
Renda: 1.260,00
Cartões Amarelos: Betson e Thiago Eciene(Ceilandense); Fernando Vizotto, Pedrão, Elivelto e Da Silva(Gama)
Cartões Vermelhos: Não Houve

Ceilandense
Anderson; Glauber, Neuran, Thiago Eciene e Bobby; Betson, Cris(Chefe), Valdo e Alcione(Neílson); Luiz Fernando e Michel(Léo)
Técnico: Ricardo Pinto

Gama
Fernando Vizotto: Luizinho(Hugo), Da Silva, Pedrão e Dudu; Éverton, Éderson, Thiago Gaúcho(William César) e Elivelto(Tiago Matos); Fábio Silva e Bachin.
Técnico: Heriberto da Cunha.


Em busca da regularidade

Autor: Marcelo | | Categoria: | 1 comentários


O alviverde candango entrará em campo na tarde deste domingo pela oitava rodada do Campeonato Candango de 2011. A partida marcada para começar às 17 horas será realizada no estádio Abadião em Ceilândia. No primeiro turno ambas as equipes ficaram no empate por 1x1. Luiz Fernando abriu o placar e Bachin em linda jogada individual empatou para o periquito.

Sete rodadas depois as equipes vivem momentos diferentes. Enquanto o Gama aos trancos e barrancos continua figurando no grupo dos quatro que se classificam à segunda fase, o campeão da segunda divisão de 2009 corre sérios riscos de ser rebaixado neste ano. Problemas de indisciplina com jogadores aliado à má fase técnica de alguns atletas pode ser a explicação para o mau momento do time mutante.

VIDA NOVA NO SEGUNDO TURNO
A ordem no Ceilandense é passar a borracha no primeiro turno e começar a vencer para escapar ad zona de perigo. Para isso a diretoria decidiu trocar o técnico Marquinhos Bahia por Ricardo Pinto. Porém na estréia do treinador não foi das melhores. Perdeu para o ascendente Formosa fora de casa e se complicou de vez na briga contra o rebaixamento.

Com apenas cinco pontos conquistados em sete rodadas, o rubro negro não sabe o que é vitória há cinco jogos. Para reverter este quadro, o técnico Ricardo Pinto foi forçado a fazer mudanças. Betson retorna ao time na função de primeiro volante e o atacante Chefe perdeu a titularidade para Lucas.

Para o difícil compromisso de hoje diante do Gama o Ceilandense deve ir a campo com a seguinte formação: Anderson; Neilson, Neuran, Thiago Eciene e Gláuber; Betson, Michel, Alisson e Luiz Fernando; Lucas e Douglas.

CHEGA DE GANGORRA
A principal missão do Gama hoje é exibir o bom futebol demonstrado nas partidas diante de Brasiliense e Botafogo fazendo com que a equipe tenha um ritmo de jogo definido. Nos dois últimos jogos a equipe não tem se encaixado e exibiu um futebol abaixo da crítica apesar de não ter sido derrotado.

O técnico Heriberto da Cunha aproveitou a semana sem jogos para recuperar diversos atletas que fizeram falta do time considerado titular. O comandante conta com as voltas de Alan, Cláudio e da estrela solitária Bachin. Sem jogar há quatro partidas devido à contusão, o atacante pode pintar entre os titulares na partida de hoje no lugar de Anderson Sheik.

Sem poder contar com os dois últimos reforços (Cauê e Marcelo Marciel) ambos fora de forma, a dúvida de Heriberto se resume à formação de meio campo. O treinador pode entrar com a formação mais cautelosa com três volantes ou mais ofensiva com dois homens de meio campo.

Na primeira hipótese, a alternativa seria escalar Éverton, Éderson e Tiago Gaúcho com apenas Elivelto na armação já que Tallys ainda se recupera de contusão. Na segunda sairia Tiago Gaúcho e entraria Kabrine ou Luizinho.

O provável Gama de hoje poderia ser este: Fernando Vizotto; Alan, Da Silva, Pedrão e Cláudio; Éverton, Éderson, Tiago Gaúcho(Luizinho) e Elivelto; Bachin(Anderson Sheik) e Fábio Silva.

Os ingressos serão vendidos nas bilheterias do estádio Abadião ao preço único de R$ 10,00.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

CANDANGÃO 2011 - Ceilândia tropeça e Brasiliense faz nova vítima

Autor: Marcelo | sábado, 12 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 1 comentários


Nesta tarde ocorreram os dois primeiros jogos da oitava rodada do candangão. Em jogo já encerrado, o reforçado Ceilândia ficou no empate com o Formosa em casa por 2x2. O Formosa abriu o placar com Tfiago Faim aos 12 minutos. O Ceilândia virou o jogo com o zagueiro Pedrão de cabeça e Cassius no segundo tempo. Mas no finalzinho da partida Thiago Faim empatou. Com o resultado o Formosa segue na vice liderança com 13 pontos enquanto o Ceilândia subiu para a terceira colocação com 11.


Enquanto isso o Brasiliense não precisou se esforçar muito para vencer o lanterna CFZ no estádio Serejão. Ferrugem em chute despretensioso marcou o primeiro e Bebeto acertou um chute no canto esquerdo do gol do CFZ para marcar o segundo. Ambas as equipes se mantiveram nos mesmos lugares: Brasiliense em primeiro com 18 pontos e CFZ mais lanterna do que nunca com apenas 4.

Com os resultados de momento o Gama caiu para a quarta posição. Amanhã dois jogos complementam a rodada. O Botafogo recebe o Brasília enquanto o Ceilandense jogará em casa diante do Gama. Ambas as partidas começam às 17:00.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Discurso de adversário do Gama é de recuperação

Autor: Marcelo | sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 9 comentários


Ceilandense está na zona de rebaixamento do candangão.
Foto: Rosy Santos

O Gama somente entra em campo no próximo domingo pelo campeonato candango. O alviverde atualmente ocupa a terceira posição com 10 pontos ganhos mas colado no retrovisor estão o Botafogo e Ceilândia com o mesmo número de pontos porém com menos saldo de gols.

As pretensões do Gama são de manter uma regularidade melhor neste segundo turno. A equipe que apesar de manter boa parte do elenco do ano passado tem alternado bons e maus momentos. Nos dois empates sobre Brasiliense e Botafogo a equipe demonstrou um bom futebol ao contrário da vitória sobre o Brasília e o empate sobre o Ceilândia (ambos em casa).

O professor Heriberto da Cunha aproveitou a semana de "folga" para recuperar alguns jogadores que sentiram o desgaste de jogar quarta e domingo. Como a tendência agora é de jogos apenas nos finais de semana, o técnico espera poder contar com todos os titulares a fim de pelo menos manter o Gama entre os quatro que se classificam à segunda fase do candangão.

São os casos do zagueiro Rafael Pedro, do lateral esquerdo Cláudio, do meia Tallys e do atacante Bachin. Todos desfalcaram a equipe nos últimos três jogos e são considerados essenciais no esquema tático de Heriberto. A expectativa é que pelo menos os dois últimos voltem à equipe para enfrentar o Ceilandense fora de casa no próximo domingo.

Esta semana o jornal Correio Braziliense divulgou uma matéria interessante. Segundo estatísticas de três anos, os clubes candangos que terminam o primeiro turno na zona de rebaixamento terminam o campeonato na segunda divisão. Com isso CFZ e Ceilandense correm contra o tempo para quebrar a escrita e se salvar do rebaixamento.

O zagueiro Thiago Eciene disse que tabu foi feito para ser quebrado e confia em uma reação do rubro-negro já a partir da próxima rodada diante do Gama: "Tabu foi feito para ser quebrado. Temos a oportunidade de começar a fazer isso agora no jogo contra o Gama. Sabemos da dificuldade que estamos passando, mas precisamos ter mais atenção. Ficar ligado sempre" disse o zagueirão que passou pelo alviverde sem deixar muitas saudades.

A situação do Ceilandense é mesmo delicada. O time da periferia que empatou com o Gama na primeira rodada vem de 4 derrotas consecutivas e um empate. A última vitória do dragão obtida no campeonato foi diante do lanterna e companheiro de zona CFZ por magros 1x0. Em casa o retrospecto do Ceilandense não é nada animador: 1 vitória, 1 empate e duas derrotas.

Pensando nisso a dirtetoria do clube demitiu o técnico Marquinhos Bahia e contratou o desconhecido Ricardo Pinto. Depois de subir o Red Bull de São Paulo para a segunda divião estadual, o treinador que veio do Serrano-PR já estreou com derrota. O algoz foi o Formosa Esporte.

Com apenas cinco pontos ganhos, a equipe precisa desesperadamente conquistar todos os pontos possíveis para escapar da degola.

CEILÃNDIA CONTRATA DOIS

O atual campeão candango contratou dois jogadores para reforçar o elenco. O primeiro é o lateral esquerdo Jorginho Paulista que veio do Duque de Caxias-RJ. O outro é um velho conhecido da torcida gamense. Trata-se do volante Goeber campeão candango pelo Gama em 2003 e que jogou pelo alviverde em 2009. Goeber ficou famoso este ano por ter marcado dois gols contra o seu time, o Cabofriense-RJ quando enfrentava o Botafogo pela Taça Guanabara. Em compensação o meia Fredson foi dispensado.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

É O FIM - Torcida encerra protesto e libera Projeto Torcedor

Autor: Marcelo | quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 | Categoria: | 27 comentários


Chegou ao fim na manhã desta quarta feira o histórico protesto dos torcedores da IRA Jovem pelo alto preço dos ingressos cobrados pela diretoria do Gama. Falando à reportagem do BLOGAMA, o diretor financeiro da Organizada Bruno Carvalho informou o resultado da reunião ocorrida ontem na sede da IRA.

Foram levados em conta o melhor benefício para os seus integrantes e a chegada do clássico diante do Brasiliense a ser disputado no dia 19 de fevereiro. Segundo Bruno, os integrantes da IRA serão orientados a aderir ao Projeto Torcedor sem nenhuma imposição: "Cada um colocou seus argumentos na reunião e foi decidido que mesmo sob protesto deixamos em aberto a cada um dos participantes da Organizada a participação ou não no Projeto Torcedor" afirmou Bruno.

O Diretor afirmou que mesmo aderindo ao Projeto, o protesto vai continuar porém de outra forma: "O pessoal vai entrar mesmo. Por ser clássico e tudo mais. Mas lá dentro haverá protesto, com faixas, cartazes e panos pretos em cima da faixa da IRA"

Bruno afirmou que o lado financeiro pesou na decisão do conselho. Aderindo ao projeto o custo do torcedor cai de R$ 20,00 para R$ 7,50 (isso se o Gama jogar pelo menos mais 10 partidas em 2011).

Carta ao Presidente do Gama - Ingressos caros. Estádios vazios!

Autor: Remy Soares | | Categoria: | 11 comentários


Asa Norte - DF, em 9 de fevereiro de 2011

Senhor Presidente,

Sobre os preços dos ingressos, na forma praticada pelos dirigentes da Sociedade Esportiva do Gama, lamento profundamente que Vossa Senhoria, na condição de presidente do clube, não ouça o justo clamor dos torcedores alviverdes.

Vossa Senhoria prefere usufruir o conforto das comodidades do Bezerrão, em área vip, sem se preocupar com a famosa expressão de que a "Voz do Povo é a voz de Deus".

Estou me referindo, senhor Presidente, às inúmeras manifestações organizadas pelos fiéis torcedores do Gama, que, nos últimos jogos, têm ocupado as imediações do Bezerrão, de onde acompanham, pelos rádios, o desenrolar das partidas, em virtude da exclusão a que foram submetidos em decorrência de uma política injusta na cotação dos valores dos ingressos.

Os valores dos ingressos fixados pela Diretoria do Gama, estão acima dos praticados pelos clubes da Série “A” do Campeonato Brasileiro, que, na maioria das vezes, realizam seus jogos em estádios mantidos pela iniciativa privada. Não é o caso do Gama.

Dr. Paulo Goyaz, acompanhei uma declaração de Vossa Senhoria, na forma divulgada por uma emissora de rádio, que do local de onde o senhor acompanha os jogos do Gama, no Bezerrão, não dar para ouvir nada. Neste caso, diria que Vossa Senhoria está no lugar errado, pois precisa ouvir o povo e se colocar ao lado do povo.

Ali, nas arquibancadas e nos arredores do Bezerrão, é o melhor lugar para que Vossa Senhoria tenha noção exata do que está acontecendo. Não é justo que Vossa Senhoria formule raciocínio e tire conclusões sobre os fatos ao ouvir interlocutores ou mesmo o que venha a ser divulgado pela imprensa.

Nada substitui o sentimento do povo que, na sua autêntica manifestação, defende o resgate das tradições de um time de um passado vitorioso e que, aos poucos está conhecendo os compassos da decadência, ao perder o seu principal capital, o torcedor.

Hoje está difícil para um pai levar o seu filho ao estádio, sobremodo, em se tratando de criança, para ver as arquibancadas vazias. Sem público, senhor Presidente, não há festa e tudo fica muito triste, ainda mais em nosso país onde o futebol representa a alegria do povo. Os resultados do time, mesmo os positivos, não substituem a grandeza do sorriso do torcedor ao lado da família e dos amigos. É por isso mesmo que o futebol é o maior espetáculo do mundo, é claro, com torcedores presentes nos estádios.

Recordo, com saudade, senhor Presidente, daqueles tempos em que Vossa Senhoria se posicionava como um defensor do estado de direito, ao coordenar os primeiros ciclos nacionais de debates sobre a Assembleia Nacional Constituinte, em 1985, na OAB-DF.

Estive presente nos mencionados eventos, na condição de estudante de Direito, na época eu morava no Setor “O” de Ceilândia. Nunca morei no Gama, ainda que tenha carinho especial por essa cidade.

Confesso, senhor Presidente, que fiquei empolgado com os discursos ali proferidos. Todos, indistintamente, pregavam a necessidade de mudanças radicais na sociedade brasileira. A verdade é que os discursos daqueles homens e mulheres modificaram profundamente os rumos do nosso país, que passou a contar, em 1988, com uma Constituição Cidadã. Foi um significativo avanço para os padrões da época.

É chegado o momento, senhor Presidente, de mudar também a história dos dirigentes da Sociedade Esportiva do Gama. Vamos, pois, fazer valer o seu carinho pelo Gama, a sua história de brilhante advogado que elevou o nome da Sociedade Esportiva do Gama nos mais destacados tribunais do país, de onde sempre saiu vitorioso, sobremodo, naquela batalha de 2000, junto à CBF.

Velhos tempos, Dr. Paulo Goyaz!! Pena que hoje o seu discurso tenha se distanciado do sentimento popular. Nós, torcedores do Gama, esperamos dias melhores para que possamos acompanhar os jogos do nosso time do coração, no estádio construído com recursos públicos para a comunidade e disponibilizado para o time do Gama, mediante o pagamento de simples taxas, na forma disciplinada pelo poder público.

Sei que falta dinheiro ao Gama. É preciso, no entanto, que a presidência do clube mude a forma de captação de recursos, com investimentos na área empresarial, mediante a divulgação do nome do time do Gama pelas empresas que pretendam investir, principalmente, na cidade que homenageia o nosso time e em outros segmentos da sociedade do DF.

O torcedor não pode ser colocado com a única fonte de sustentação e manutenção do clube. Vamos pensar um pouco sobre esta proposta, senhor presidente, pois, ao criticar a gestão de Vossa Senhoria, apresento, também, a minha sugestão como forma para que se encontre uma solução justa para esse problema que poderá resultar em grave esvaziamento do principal capital do clube, que é o torcedor, como dito anteriormente.

Os exemplos de times grandes que perderam o foco da história estão distribuídos pelo Brasil inteiro. Time sem torcida é time sem paixão e tende a ter vida curta. Não é o que espero para o mais popular e vitorioso time do DF, o Gama.

Remy Soares de Carvalho
É torcedor presencial do Gama, desde 1979
É morador da Asa Norte, advogado, servidor público e escritor
Integra a equipe dos colaboradores do Blogama

Pesquisar este blog