terça-feira, 30 de novembro de 2010

Lançamento do DVD da COENGE

Autor: Marcelo | terça-feira, 30 de novembro de 2010 | Categoria: | 1 comentários


O veterano técnico Morales (à esquerda) presenteia Xixico com a réplica da camisa da COENGE. Ambos fizeram parte do primeiro time do Gama em 1975.
Foto: Márcio Almeida(Memorial Gamense)

Ocorreu no último domingo a fsta de lançamento do DVD que conta a história do COENGE, primeiro time da cidade do Gama a conquistar um campeonato metropolitano da capital. Naquela época o futebol era praticado por apaixonados e poucos eram remunerados.

O grupo campeão em 1969 se reuniu na frente do estádio Bezerrão e de lá seguiram em carreata para a Chácara Soçaite localizada na Ponte Alta Norte onde assistiram em primeira mão a exibição do DVD que teve duração de 51 minutos.


Ex jogadores e familiares assitem atentos ao DVD.
Foto: Márcio Almeida(Memorial Gamense)

Depois seguiu-se a festa onde todos relembraram com muito carinho aquela conquista inédita de um clube do coração da cidade que infelizmente anos depois foi extinto. Mas se o time se foi, suas conquistas e os laços de amizade ficaram para sempre. Estes "velhinhos" que o digam.

No final jogadores, dirigentes, patrocinadores e familiares posam para a foto.
Foto: Márcio Almeida(Memorial Gamense)

Quem quiser adquirir o DVD e a réplica da camisa do COENGE pode entrar em contato com Márcio Almeida pelo telefone 9246-0431.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Um fio de esperança

Autor: Marcelo | segunda-feira, 29 de novembro de 2010 | Categoria: | 3 comentários


O campeonato brasileiro da terceira divisão de 2010 ficou marcado na memória da torcida gamense pela péssima campanha da equipe alviverde. O Gama disputou oito partidas e conseguiu a proeza de não conseguir uma vitória sequer mesmo diante de equipes inexpressivas como Luverdense-MT e Macaé-RJ. Com apenas cinco pontos conquistadoes em cinco empates, o periquito foi rebaixado para a última divisão do Brasileiro, a temida série D.

No entanto, um fato ocorrido na segunda fase do campeonato pode alimentar a esperança de o Gama permanecer na série C. Isto porque o Ituiutaba-MG que fez parte da chave do Gama conseguiu conquistar o acesso e disputou inclusive a taça de campeão com o ABC-RN que acabou vencendo a segunda partida e conquistou o caneco. No entanto a CBF divulgou posterirmente que os volantes Tarcísio e Vinícius foram pegos no exame anti-doping após a partida Ituiutaba-MG e Chapecoense-SC.

ENTENDA O CASO
Após conquistar a primeira posição no grupo C, o Ituiutaba enfrentou na segunda fase a equipe do Chapecoense-SC e conseguiu se classificar após dois empates. Porém os dois jogadores do time mineiro foram escolhifos para fazer o exame antidoping e as amostras de urina acusaram a presença de Femproporex, um inibidor de apetite de uso proibido pela CBF.

O caso só chegou ao STJD após o final da competição. O Tribunal marcou a sessão para o dia 23 e os jogadores envolvidos se negaram a pedir contra prova. Ambos negaram ter ingerido o medicamento. No dia do julgamento a defesa do time mineiro usou uma manobra para ganhar tempo: exigiu da CBF o esclarecimento do sistema de coleta da urina para saber se o coletor utilizado era de vidro ou plástico. Segundo a defesa, a informação era crucial para determinar os rumos da defesa. Assim sendo, o Tribunal consentiu com o pedido e deu dez dias de prazo à CBF para informar o clube e remarcar a audiência.

O QUE DIZ A LEI
O Código Brasileiro de Justiça Desportiva no Título IX, Capítulo III arts 244 a 249 prevêem que em caso de doping o jogador pode pegar até dois anos de suspensão. Foi o caso do atacante Dodô que ficou afastado dos gramados depois de ter sido pego no antidoping pelo Botafogo-RJ. No entanto se ficar comprovado que o clube teve participação na dopagem, a equipe perde os pontos conquistados e é excluída da competição.

O caso é inédito na Justiça Desportiva porque se trata de dois jogadores da mesma equipe serem pegos com a mesma substância, o que reforça a tese de que houve de fato a participação do clube no doping. Isto dá margem à várias correntes de pensamento judicial. A tendência da Justiça é de que os atletas sejam punidos e que o Ituiutaba seja confirmado na série B de 2011 como vice-campeão. No entanto se ficar comprovada a participação do clube, o Ituiutaba seria excluído da competição e disputaria a série D de 2010.

Tudo está nas mãos dos juízes do STJD. Se estes entenderem pela exclusão do Ituiutaba, terão que decidir se irão corrigir a competição pelo ranking ou pelo regulamento da competição. No primeiro caso que é o mais simples, o Macaé-RJ que foi 5º colocado na classificação geral seria o promovido à série B do ano que vem e o Juventude-RS que foi o 17º se salvaria do rebaixamento. Porém se o Tribunal decidisse pelo regulamento da competição, o Macaé-RJ disputaria a vaga com o Chapecoense-SC no lugar do Ituiutaba-MG, Luverdense-MT faria a segunda decisão com o Criciúma-SC e o Gama permaneceria na série C, já que o regulamento prevê apenas um rebaixado por chave.

A segunda condição apesar de ser a mais justa hoje seria inviável, já que as equipes eliminadas já dispensaram seus atletas. Mas se for uma briga judicial, o Gama leva vantagem por ter um Presidente com amplo conhecimento na área. Paulo Goyaz, foi o advogado do Gama que peitou a CBF e evitou o rebaixamento do Gama em 1999.

Agora é aguardar o desenrolar dos acontecimentos. A diretoria está de olho neste julgamento e se houver uma chance de que o rebaixamento seja evitado, a diretoria tomará as medidas cabíveis.

domingo, 28 de novembro de 2010

JUVENIL - Os créditos da conquista

Autor: Marcelo | domingo, 28 de novembro de 2010 | Categoria: | 7 comentários


Equipe campeã exibe orgulhosa o troféu da conquista.
Foto: Sérgio Vinícius (Blogama.com.br)


Após vários anos batendo na trave, a equipe Juvenil treinada pelo técnico Enock Lopes com apoio da FUNFA conseguiu chegar ao título da categoria. Hora então de dar os créditos da conquista a todos que efetivamente de um jeito ou de outro colaboraram para este fim.

Entre as pessoas estão os coordenadores dos núcleos do Gama, Ribamar e Pedro, os auxiliares, roupeiros, cozinheiros e principalmente aos atletas e técnicos Enock e Gabriel.

Os últimos seguem viagem nesta segunda para Joinville a fim de participar da SC CUP. O BLOGAMA terá notícias da comissão técnica e disponibilizará na medida do possível.
Ouça a seguir as declarações dos principais personagens na conquista do t´titulo Juvenil:

Ouça as palavras de Betinho após o jogo:


O técnico do DF FC vice campeão candango Gabriel Magalhães


E finalmente o técnico campeão pelo Gama Enock Lopes

TV BLOGAMA - Gols e melhores momentos da partida

Autor: Marcelo | | Categoria: | 1 comentários


Apresentamos a seguir os gols e melhores momentos do jogo entre Gama e DF vencido pelo alviverde por 4x2. Não temos o segundo gol do DF FC.

Equipe Juvenil do Gama é campeã do DF

Autor: Sérgio Vinícius | | Categoria: | 7 comentários

Após o fim da partida jogadores comemoram jogando o técnico Enock para o alto.
Foto: Sérgio Vinícius (blogama.com.br)



Sob sol forte na manhã deste domingo (28/11) no estádio do CAVE, Gama e DFFC - as duas equipes  de jogadores oriundos do time juvenil do Gama - se enfrentaram para decidir quem sairia com a taça do Campeonato Juvenil de Futebol do Distrito Federal. O time do Gama, formado por jogadores nascidos em 1993 foi a campeã batendo o DFFC por 4 a 2.


O jogo:

O time do Gama começou a partida melhor, com apenas nove minutos de bola rolando o atacante Darlan colocou a bola na frente e chutou forte, o goleiro Tiago rebateu e sobrou para Gilvan calmamente completar. Gama 1x0 DFFC


Aos 16 minutos o centro-avante Daniel recebeu a bola e bateu na saída do goleiro Tiago, ampliando a vantagem da equipe alviverde.

Após tomar dois gols o DFFC acordou. Aos 22 minutos da primeira etapa o atacante Igor foi derrubado pelo goleiro Pedro, o árbitro assinalou pênalti. Lucas Silva cobrou e diminuiu a diferença. Gama 2x1 DFFC


E o DFFC continuou pressionando. Com 28 minutos de bola rolando, o meio-campista Neto chutou forte de fora da área, a bola explodiu no travessão e a zaga cortou o perigo.


Logo no início da segunda etapa, aos 3 minutos, Jean invadiu a área gamense e hcutou contra a meta de Pedro, empatando o jogo.


Depois de sofrer o empate os garotos que representavam o Gama sentiram o baque e partiram para cima. Aos dez minutos do segundo tempo o atacante Gilvan chutou alto e Tiago realizou uma bela defesa.


Aos 21 minutos o lateral-esquerdo Victor fez um dos gols mais bonitos da partida. Em cobrança de falta perfeita, o atleta fez a bola passar por cima da barreira e cair direto dentro da meta do goleiro adversário. Gama 3, DFFC 2.


Cinco minutos depois o meia Dudu driblou o zagueiro e tocou para Daniel fazer seu segundo gol no embate, fechando o placar e garantindo a vitória que tornou a Sociedade Esportiva do Gama campeã.



Após o apito final, familiares, amigos e torcedores invadiram o gramado para gritar "é campeão". Além da medalha de ouro, dois jogadores gamenses foram premiados individualmente. O goleiro Pedro fora o menos vazado do campeonato e o atacante Gilvan um dos artilheiros.



Depois de toda a premiação formal feita pelo vice-presidente da Federação Brasiliense de Futebol, Paulinho Araújo. Jogadores e comissão técnica foram comemorar no "Codorna do Mané" localizado no Guará II.


A partir desta semana os jogadores nascidos em 1993 entram em recesso. Já os atletas nascidos em 1994 viajam para Santa Catarina na próxima quarta-feira para disputar o SC Cup.



Ficha Técnica:

4 - GAMA: Pedro; Samuel; Bruno, Tiago (Pedro Renato); Victor (Eduardo Pacheco); Douglas; Max, Dudu (Roberto); Darlan (Murilo), Gilvan (Flávio) e Daniel
Técnico: Enock


2 - DFFC: Thiago; Jean; Baiano, Samuel (Robert); Matheus (Yoras); Léo, Hugo (Daniel); Neto (Michel), Jota; Lucas Silva e Igor (Leandro)
Técnico: Gabriel 


Cartões amarelos: Pedro (Gama), Tiago (Gama), Flávio (Gama), Baiano (DFFC), Samuel (DFFC).







sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Uma grata surpresa

Autor: Marcelo | sexta-feira, 26 de novembro de 2010 | Categoria: | 1 comentários


A equipe Juvenil do Gama sob o comando do técnico Enock Lopes entrará em campo neste domingo para lutar pela conquista do título candango da categoria. O adversário será o DF FC que na verdade é a equipe sub-16 do alviverde. Criado com outro nome para manter o grupo em atividade e chegar com entrosamento para a disputa da SC Cup, nem o mais otimista torcedor imaginaria que o DF tivesse condições de chegar à final.

O responsável por isso foi o técnico Gabriel Oliveira, trazido pelos coordenadores das divisões de base Pedro e Ribamar. Ex-diretor da torcida Inferno Verde, e com um currículo pequeno se comparado ao de outros profissionais outros profissionais, Gabriel que é sobrinho de Weber Magalhães (atual vice-presidente da CBF no Centro-Oeste) fez uma campanha surpreendente e com um elenco praticamente sem estrelas conseguiu conduzir o DF FC à final do campeonato.

O BLOGAMA teve a honra de entrevistar o treinador que após a decisão de domingo já entrará em concentração para a SC CUP que começa no dia 02 de dezembro. No papo o técnico afirmou ser sobrinho de Weber Magalhães, fala da relação com técnico do Gama Enock Lopes e com muita sensatez criticou a cartolagem do Futebol de Brasília. Confiram como foi a conversa:

BLOGAMA: Gabriel, antes de mais nada gostaríamos de te dar os parabéns por ter conduzido esta equipe do DF FC à decisão que com certeza foi muito importante para você e para a FUNFA, não é?

GABRIEL: Graças a Deus, foi bom pra caramba porque a gente pegou alguns meninos que não estavam aproveitados e de seriam até dispensados. O 93 tinha por volta de 20 jogadores, o 94 mais vinte. Não ia fazer uma temporada com 40, não é?

BLOGAMA: Sim, e com certeza você foi uma grata surpresa já que entre tantos clubes que participaram da competição você conseguiu assim como o Enock levar o seu time para a final com tantos profissionais e mesmo assim você conseguiu se destacar neste cenário. Conta pra gente como foi sua carreira.

GABRIEL: A minha carreira por enquanto é curta, pequenininha. Eu comecei no futebol na verdade no ano passado. Há dois anos atrás eu fiz um curso de treinador pela Federação Brasiliense. Eu sempre estive presente no futebol de Brasília já que o meu tio é o Weber(Magalhães). Então eu sempre estive presente no futebol, ia com meu tio buscar ingressos para assistir jogos, sempre estive ali nos bastidores vibrando, sempre participei ali nos bastidores. Sempre tive o Weber como um ícone por ter chegado aonde chegou, sempre respeitando ele com o tio, mas nunca imaginando que um dia fosse trabalhar com futebol. Todos com quem eu conversava me falavam: "Cara, você entende de futebol, porque você não vai ser jornalista ou outra coisa no ramo?". Aí eu dizia que eu não sou muito bom em português, não daria muito certo como jornalista. Aí pintou o curso na Federação e então resolvi fazer o curso de treinador. Assim, sem esperar muito, mas gostei do assunto. Não aprendi tudo dentro das quatro linhas, mas aprendi o essencial. Você dentro da sala de aula não aprende o que acontece no dia-a-dia. Aí eu tinha um amigo meu que trabalhava no Guaraense (Fernando). Aí eu disse: "Fernando, você não poderia me ajudar a conseguir uma vaga como auxiliar técnico?". Era perto da minha casa, já que eu moro no Guará, né? Eu fui sem ganhar nada aí o Beto que era o treinado de lá me deu oportunidade de treinar equipes menores, mas nada de treinador, fui como professor. Quando chegou o Campeonato Candango do ano passado, sabe, eu sempre fui muito de estudar, assisto jogos todo dia, coloco prancheta nos jogos, gosto muito de fazer isso. Então fui auxiliar dele, mas fora de campo, ele pedia minha opinião. Fui técnico da equipe mirim, mas não tinha como exigir a parte tática dos meninos. A gente acabou sendo campeão e foi aí que surgiu a oportunidade de ir para o Gama. No Guaraense eu conheci o Pedro, aí eu pedia pra ele: "Pedro, me leva para o Gama". Porque desde 1999 eu sou torcedor do Gama, fui da Inferno Verde, fui diretor da Inferno Verde até 2006. Eu sou torcedor do gama e acompanhei o Gama em tudo, fui à São Januário, Pacaembu, Arena da Baixada, fui em tudo quanto é lugar por este time. Eu sempre gostei muito do Gama então nada melhor pra mim do que fazer carreira no Gama. Mas nunca pensei em ser treinador, pensei em chegar lá e aprender. Chegando lá eu fui estagiar com o Enock nos juniores deste ano. Acompanhei depois o Geovane e depois que acabou o campeonato o Pedro e o Ribamar tiveram a idéia de montar uma equipe para aproveitar os meninos 94 já preparando o time para o ano que vem.

BLOGAMA: Pois então, chegou o Betinho com os meninos e disse: "Vai lá e treina eles". Como foi o início do trabalho?
GABRIEL: Ele não falou assim, foi mais idéia do Ribamar e do Pedro. Ele disse: "Nós vamos para Catalão e lá é por idade. Só 92, só 93, só 94 e só 95. No 95 tinha o treinador que era o Batata, 93 era o Geovane e 92 era o Enock e estamos precisando de um treinador para o 94. Perguntei para o Pedro se você tinha capacidade e ele me disse que tinha certeza que era um menino estudioso e tudo mais". O 94 era o mesmo grupo que tinha ido disputar a Copa da Amizade no Rio de Janeiro representando a seleção de Brasília. Eram meninos daqui, do CFZ e do Brasília. E eu tinha sido convidado para ser roupeiro e eu disse: "Eu vou". Então automaticamente eu conheci os meninos lá, entendeu? O Ribamar então conversou comigo para comandar este time só em Catalão e minha missão era só passar de fase. Eu falei a ele que a gente iria ser campeão lá e seríamos campeões de Brasília. Fomos para Catalão, fizemos aquela campanha de sete jogos invictos (o Gama foi campeão na categoria), melhor campanha, goleiro menos vazado, artilheiro da competição. Quando voltamos o Betinho me perguntou: "Estou montando outra equipe que vai ser o DF FC e você vai comandar. Algum problema?". Aí eu falei: "Não, bota a equipe que a gente vai ser campeão", sempre falei isso. Até falei pro Enock que não iria fazer outro curso no Rio de Janeiro porque estaria na final do Campeonato e não iria faltar. E hoje a gente está na final.

BLOGAMA: Aí você foi levando e passando de fase. Quando foi que você sentiu que tinha condições de ir para a final? Afinal de contas a proposta era de fazer uma campanha razoável para manter os meninos em atividade para a SC CUP, não é?
GABRIEL: Sim, a proposta era de manter uma base para o próximo técnico no ano que vem. Só que na campanha em Catalão o grupo se focou muito em busca do objetivo, tanto que o Betinho afirmou que é o grupo mais unido, eles mesmos se juntaram. Desde o começo eu coloquei pra eles que a gente tinha que mostrar resultados para conseguir mais investimentos lá de Catalão e assim ajudar os 93. Isso aí fez eles se focarem pra caramba e foi muito bom. Você veja que nós temos jogadores muito interessantes como o Lucas, o Baiano zagueiro é um ótimo jogador, O Jota... Acho que o que ajudou foi o fato de eu ser jovem e falar a língua deles. Eu não converso com eles de pai pra filho e sim da mesma altura. O que eu mais cobro é a questão do posicionamento, quem marca quem.. Porque como eu não joguei profissionalmente, essa parte de como bater na bola não é muito comigo. Mas na parte tática, aí sim, eu estudo e entendo.

BLOGAMA: Eu acredito que você está em um momento crucial: você chegou na final mas vai disputar o título contra a equipe do Gama. O que você pretende fazer? Vai dar preferência para o Gama ou vai lutar pelo título? Afinal de contas é uma conquista importante. Como está a cabeça dos seus jogadores?
GABRIEL: Rapaz, a gente falar é até suspeito. A gente vai pra guerra pra ganhar o título. Isto aí desde o primeiro dia começaram a citar isso. Na fase passada quando a gente se encontrou na mesma chave, surgiram uns comentários "ah, o Betinho vai pedir pra vocês entregarem" etc e tal não fizemos, imagine em uma final? Porque para o Gama é mais um título, mas pra esse time 94 é diferente, vai fazer história. Por que, vai fazer história, porque foi o único time totalmente 94 que enfrentou 27 clubes 93 e só falta o Gama. Então é o diferencial, pode ser que no futuro durante a carreira profissional deles eles se lembrem que eles não eram um time formado, tinham jogadores abaixo da idade de todos os outros e foram campeões. Então vamos pra dentro do Gama. Mesmo o Gama sendo o projeto, para os dirigentes e para a torcida o título tinha que ser do Gama. Para a diretoria da FUNFA, os coordenadores, roupeiros e auxiliares, o Gama já é campeão e vice. Para mim e o Enock é diferente. Porque seu vou lá e perco a decisão, eu vou ser vice campeão já o Betinho vai ser campeão em 2010. O time do Gama é o favorito, tem a melhor campanha, só perdeu uma partida... Mas a força do meu time é a força do grupo. Essas são as armas que nós vamos utilizar na decisão depois de amanhã.

BLOGAMA: E como é a sua relação com o Enock? Vocês são amigos dentro e fora de campo ou é cada um por si?
GABRIEL: Bom, fora de campo nós temos uma amizade muito forte. Ele me deu a oportunidade de estagiar com ele. Com uns a gente aprende mais, com outros a gente aprende menos. Eu fiz estágio em outros clubes e com o Enock foi o que eu passei menos tempo. O Enock fora de campo é o técnico mais brincalhão que eu conheço. E ele é jovem então é mais fácil a gente ter uma amizade. Então fora do gramado a gente é amigo. Dentro do gramado aí já é mais complicado, nós temos idéias totalmente diferentes. Mas eu sempre consulto ele, ainda mais agora que nós vamos juntos para Santa Catarina, não é?

BLOGAMA: Gabriel, qual é a sua aspiração? Seguir a sua carreira de técnico, buscar o comando de um time profissional?
GABRIEL: Cara, vontade é de seguir carreira no futebol como meu tio. Minha formação é Administração e Marketing esportivo, mas agora que eu estou à beira do campo, a meta é seguir nesta carreira. Se ano que vem este time for o Juvenil, ou se tiver oportunidade de assumir os juniores, apesar de que acho que sou um pouco novo para esta função, se bobear eu sou o mais novo da competição. Isso mostra que novinho eu tô começando certo, né? Só que eu tenho metas, em 2015 eu quero ser técnico da seleção brasileira de categoria de base. Do mesmo jeito que eu coloquei a meta de chegar ao Gama e ser campeão, tem que colocar esta meta e lutar pra cumpri-la. Depois dela a gente passa pra outra e assim por diante. Se Deus quiser em cinco anos eu não quero mais dirigir times daqui de Brasília. Não é discriminando assim, mas é buscar crescimento nacional assim a gente vai ganhando experiência, fazer estágio com treinadores consagrados e assim você vai ganhando mercado e nome. É o que eu sempre falo, futebol é resultado. Eu posso ser o pior treinador, mas se eu tiver resultados, eu terei sempre mercado.

BLOGAMA: Agora eu queria saber a sua expectativa sobre a Copa SC e já pegar o Flamengo na primeira rodada. Você já joga o favoritismo pra o Flamengo, espera fazer uma boa campanha?
GABRIEL: Eu vou ser sincero, acho que a gente vai fazer um grande campeonato. Isto porque a gente está se preparando desde junho junto com o pessoal 93. Já o Flamengo eu não sei como foi a preparação dele, mas a gente vai representando o futebol de Brasília. Mas eu acho que com a força deste grupo, a força de vontade me faz acreditar que vamos fazer um grande campeonato. Um grupo onde tem três grandes equipes, o Flamengo, Santos e a gente é difícil, mas acredito que vamos fazer um grande campeonato. Duas vitórias lá já dão uma boa moral pra gente.

BLOGAMA: Gabriel, você que trabalha no futebol, tem um tio que é vice-presidente da CBF no centro oeste, como você explica o porquê do futebol de Brasília não crescer como em outros estados?
GABRIEL: Eu vou ser sincero: Eu acho que além do apoio financeiro que é muito importante, apoio de empresas e outras do ramo, acho que a classe de dirigentes de Brasília é um pouco fraca. Além dos dirigentes não terem conhecimento para estar na área de futebol, acho que não custava nada para os dirigentes de times de Brasília ir a algum time grande e aprender o tipo de modelo de gestão de lá e tentar aplicar aqui. E também tem a questão da torcida. Aqui em Brasília a gente tem um time só que tem torcida que é o Gama e a gente tem o Brasiliense que dependendo da fase a torcida vai lá e abraça o time. Os outros clubes daqui não tem torcida. Você vê que lá na capital os torcedores se rebelam contra o próprio clube. Aqui é diferente. Lá em Goiânia, por exemplo, o torcedor do Goiás é só do Goiás. Aqui em Brasília a gente tem muito torcedor que gosta do Gama, mas torce por outros clubes. E a Federação tinha que dar mais apoio também. A Federação tinha que procurar apoio seja político ou privado para poder repassar de alguma forma para os clubes. Se tiver mais dinheiro e mais gente qualificada à frente, vai melhorar o nível do campeonato. Melhorando o campeonato, melhora o nível de torcedores do campeonato. Melhorando o nível de torcedores no campeonato, chama mais atenção da mídia e melhora na questão do patrocínio porque a marca da camisa vai ter mais visibilidade. E o horário dos jogos faz muita diferença. Colocar jogo no domingo às quatro da tarde é a coisa mais feia que existe. O Gama tinha que colocar jogo ou no domingo de manhã, porque aí todo mundo iria assistir o jogo, voltar pra casa pra almoçar. Se colocar no sábado entre seis e oito horas da noite, a torcida vai lá acompanhar. Agora colocar o horário do jogo no mesmo horário da TV, qualquer torcedor do Flamengo não vai assistir jogo do Gama. Pode ter certeza, eu que já fiz parte da diretoria da Inferno Verde quando tinha jogo decisivo do Flamengo na mesma hora do jogo do Gama o número de torcedores caía pela metade. Então a torcida não vai deixar de assistir um Flamengo x Madureira na TV para assistir um Gama x Brasília no Bezerrão. Agora se você colocar num sábado, mas não adianta colocar só um. Tem que virar cultura, o pessoal sabendo que o Gama joga todo sábado às sete da noite que dá tempo do cara trabalhar e chegar, o torcedor vai acompanhar. Agora às quatro da tarde quebra as pernas do torcedor, só vai aquele que é torcedor mesmo, ainda mais na situação em que o Gama está.

Atenção para mudança de local

Autor: Marcelo | | Categoria: | 0 comentários


DF FC e Gama se enfrentam amanhã para decidirem o título da categoria.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

Amanhã será realizada a última partida do Campeonato Candango de Futebol de Categorias de Base 2010 promovido pela FBF. Pela categoria Infantil, Legião e Ceilândia decidirão o título. Já na categoria Juvenil, Gama e DF FC que representam as categorias sub-17 e sub-16 respectivamente jogarão para definir o campeão da temporada.

No entanto o local e horário das partidas foram alterados para atender a Federação. A partida que estava inicialmente marcada para o estádio Rorizão foi transferida para o CAVE. O dia será alterado (domingo 28/11) e o horário das partidas será pela manhã: Infantil joga às 09:00 e Juvenil às 11:00.

O evento contará com a cobertura do BLOGAMA, único meio de comunicação que acompanhou a categoria de base do Gama neste ano. Diretoria e atletas convidam a torcida a comparecer e participar da coroação da campanha do Gama em 2010.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

SÉRIE D - Dirigente de time pernambucano quer nova fórmula de disputa

Autor: Marcelo | quarta-feira, 24 de novembro de 2010 | Categoria: | 8 comentários



A série D de 2011 só começará em julho, mas alguns clubes já estão brigando para que a CBF mude a fórmula de disputa atual. Hoje a competição é regionalizada em 10 grupos de 4 times cada jogando em turno e returno em sua própria chave. Daí em diante as equipes se enfrentam em mata-mata até a final. Este ano conquistaram o acesso Guarany-CE (Campeão), América-AM, Araguaína-TO e Madureira-RJ.

O presidente do Santa Cruz-PE, Antônio Luiz Neto (foto acima) resolveu mobilizar os clubes participantes da quarta divisão para pedir à CBF uma fórmula de disputa que seja do seu ponto de vista mais justo. O Santa Cruz foi eliminado nas quartas de final pelo Guarany: “Devemos propor à CBF que reexamine a questão, porque fica injusto que um clube com a grandeza, patrimônio e torcida do Santa Cruz monte um time e jogar partidas contra equipes sem estádios, com públicos reduzidos, com um investimento muito menor do que o nosso e corrermos o risco de sermos eliminados em uma única partida. O pensamento do Santa é que seja convocado um conselho arbitral para que seja discutido uma nova fórmula, que permita um planejamento melhor para um time da grandeza do Santa Cruz" disse o cartola.

Segundo Neto, a atual fórmula de disputa da série D é curta demais e dá enormes prejuízos aos clubes participantes. Durante a Soccerex - Convenção Global 2010 de Futebol que está sendo realizada na capital paulista, o dirigente promete levar o assunto ao Clube dos Treze que já sinalizou intenção de apoiar a mudança. Além de Fábio Koff, o movimento conta com o apoio do Presidente da Federação Pernambucana de Futebol Carlos Alberto Oliveira: "Mostraremos a eles como é danoso para clubes do porte do Santa, como pode ser para qualquer um deles, a fórmula de disputa da Série D, que torna as equipes reféns de uma tabela mal elaborada" afirmou Neto.

Betinho: "Não vou dar preferência pra ninguém"

Autor: Marcelo | | Categoria: | 2 comentários


Dirigente da FUNFA afirma que não irá interferir na decisão.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

As categorias de base do Gama coordenadas pela empresa FUNFA ainda estão em festa. Afinal de contas depois de vários anos batendo na trave, os times juvenis estão na expectativa de decidirem o título candango neste próximo final de semana.

Apesar de ambas as equipes fazerem parte das categorias de base do Gama, o fato de a equipe sub-16 que se denomina DF FC levar o título ao invés da equipe titular do Gama é motivo de preocupação. Para o clube, seria interessante que a equipe do Gama conquistasse o título e assim agregasse mais um caneco em sua sala de troféus. Mas se o DF for campeão apesar de ser um Gama com outra camisa, o título perderia um pouco do sentido porque o DF é nada menos que um nome de fantasia (apesar de ser justo). Como explicar isto para os meninos da equipe sub-16 que suaram a camisa para chegar nesta final?

O BLOGAMA bateu um papo com Alberto Mohammad, o Betinho, para saber dele qual seria o posicionamento da diretoria ante este agradável impasse. Perguntamos o que significa este título para a equipe: "Pra mim é muito importante este título, afinal sempre trabalhamos para que ele viesse". disse Betinho.

Quando perguntado qual equipe teria a preferência para ganhar o título, Betinho sabiamente afirmou que não irá combinar resultado com nenhuma das duas equipes: "Não tenho como pedir preferência para um ou outro. Ambas as equipes fizeram por merecer chegar ao título. Pessoalmente acho que seria uma boa a equipe do Gama ganhar o título. A nação gamense está carente de títulos e de ídolos e a conquista deste título faria a torcida voltar a acreditar e incentivar a equipe. E quando começar a dar resultados, tenho certeza que a atual diretoria do Gama será pressionada a olhar para os meninos da base". O Gama já possui na equipe principal o goleiro Léo, o volante Wallace, o meia Elivelto, o lateral esquerdo Alexandre e os atacantes Hugo e Paulo Renê que vieram da base.

Questionamos se este fato não geraria um clima de rivalidade entre as duas equipes. Betinho respondeu que não acredita que isso aconteça e que o time do DF FC está mantido para o ano que vem: "A experiência mostrou que foi bom manter as duas equipes disputando paralelamente o campeonato. O ciclo vai ser mantido: quem está na equipe sub-16 pelo DF irá disputar ano que vem o Juvenil pelo Gama. A equipe infantil será o DF FC ano que vem e o Juvenil será a base dos juniores de 2011".

SC CUP
Betinho também informou que ainda não conversou com os treinadores, mas pretende enviar ambos os técnicos para acompanharem a equipe sub-16 do Gama para a disputa da SC CUP que começará no dia primeiro de dezembro em Joinville-SC quando enfrentará a equipe do Flamengo: "O Gabriel mostrou ser um excelente técnico e tem o grupo nas mãos, porém precisa de mais experiência. Assim pretendo levar o Enock Lopes para ajudá-lo". Enock Lopes foi vice campeão da Copa Santiago em Janeiro perdendo a final para o Internacional de Porto Alegre.

SAIA JUSTA
A grande final do Campeonato Candango de futebol das categorias de Base será realizada neste sábado provavelmente às 15:00. Porém a partida será realizada no estádio Rorizão, e não no Bezerrão como especulado pelo BLOGAMA. Isto porque o estádio já estava reservado para abrigar a final do campeonato amador do Gama, o Gamadão 2010 entre Setor Sul e Fire Angels. Assim a coordenação do estádio vetou a realização de três partidas seguidas para o mesmo lugar.

JUNIORES IRÃO ATUAR PELO SANTA MARIA
O Santa Maria foi o campeão candango de Juniores do DF utilizando jogadores da extinta base do Brasiliense e juntamente com o Bandeirante serão os representantes do DF na Copa São Paulo de Futebol Júnior, torneio que abre o calendário do futebol do ano. A FUNFA emprestou dez jogadores para atuar pela equipe grená que estréia no dia 4 de janeiro.

Foram atuar pelo Santa Maria o goleiro Pereira, os zagueiros Weder e Dedê, os volantes Hiago, Wallace e Jefferson, os laterais Dudu e Leléu e os atacantes Juninho e Kelvin. O Santa Maria está no grupo A com sede em Leme-SP e terá a companhia de Grêmio-RS, Marília-SP e Lemense-SP.

[PANORAMA VERDE E BRANCO] Realmente PG. A culpa é toda nossa.

Autor: Sérgio Vinícius | | Categoria: | 3 comentários


>> Pedro Patrocínio


Respondo por mim. Dou toda a razão a essa figura simpática e carismática chamada Paulo Goiaz. Desfila pelo Bezerrão com todo seu garbo e elegância levando a responsabilidade de ser o presidente do maior clube de futebol do Distrito Federal.
Te dou toda a razão PG (apelido carinhosamente dado pela torcida que o ama). Somos culpados.

Somos culpados por deixar pessoas que não amam o Gama administrar nosso estádio, renda e jogadores. A culpa é toda nossa em aceitar um projeto de sócio torcedor sem a garantia pública e legal do repasse da verba arrecadada. Somos culpados em acreditar em promessas que mal passam da primeira fase de um torneio desprezado até pela mídia local. Somos a culpa.

Qual a culpa que tenho em levar meu amor ao Bezerrão, torcer os 90 minutos debaixo de sol ou chuva? Sou o culpado em organizar festas nos estádios, dedicar um bom tempo de minha vida movimentando torcedores para que dentro de campo meu time possa sentir a vibração?

Todos nós somos o lado errado da SEG. Quem paga ou deixa de pagar o sócio torcedor. Quem grita ou deixa de gritar. Quem acompanha o time ou deixa de acompanhar. No final sempre aceitamos calados a falta de respeito por todos nós. A culpa é do torcedor. 

domingo, 21 de novembro de 2010

Juvenis vencem e estão na final

Autor: Marcelo | domingo, 21 de novembro de 2010 | Categoria: | 13 comentários


O Gama conseguiu reverter a vantagem do AAgPC/ECON e enfrentará o DF na finalíssima do Campeonato.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


O final de semana das categorias de base do Gama gerenciadas pela empresa FUNFA terminou com saldo positivo nas semifinais do Campeonato Candango de Futebol Infantil e Juvenil. No sábado, o DF FC que representa a equipe sub-16 do alviverde jogou diante do Guaraense precisando da vitória para chegar às finais. Diferentemente da primeira partida, o time da casa atropelou o visitante por 5x1 e garantiu vaga na disputa do título.

À tarde porém não foi de alegrias. A equipe Infantil enfrentou o Legião precisando vencer para seguir na competição cheia de desfalques. Mas o Leão jogou com o regulamento debaixo do braço e no final o jogo terminou sem gols. Como fez melhor campanha na primeira fase, o Legião se classificou para a final eliminando o alviverde.

A torcida compareceu em bom número e fez muito barulho.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


PORTAS FECHADAS
Restava então a decisão dos Juvenis do Gama diante do AAgPC/ECON. Na primeira partida o time da Ceilândia venceu o alviverde por 2x1 e jogava com a vantagem do empate para seguir à final. Precisando da vitória o Gama partiu pra cima do adversário, mas o visitante impôs enormes dificuldades ao alviverde. O Gama centralizava as jogadas e o AAgPC/ECON "engarrafou" o meio de campo e não permitiu que o periquito chegasse ao gol.

Nervoso, o Gama só chutou a primeira bola ao gol aos 17 minutos com o atacante Daniel. A bola foi por cima do gol. O jogo foi amarrado, nervoso a paciência dos atacantes foi chegando ao fim. O Gama ainda tentou duas vezes. O zagueiro Tiago aproveitou sobra de bola e chutou na rede pelo lado de fora. No finalzinho Mailon chutou por cima e a bola subiu.

Gilvan corre para a galera após abrir o placar.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


TUDO OU NADA
No intervalo o técnico Enock Lopes mexeu com o brio dos jogadores e o Gama voltou com tudo no segundo tempo. O alviverde abriu o placar logo a um minuto de jogo. Gilvan tabelou com Daniel e ficou cara a cara com o goleiro do AAgPC/ECON. O atacante só teve o trabalho de deslocar o goleiro. A bola entrou vagarosamente no canto direito. 1x0 Gama.

O gol empolgou o time da casa e quase ampliou aos oito minutos quando Vitor cobrou escanteio fechadinho e a bola bateu no travessão. No entanto o ataque do time parecia não estar entrosada. No minuto seguinte o atacante Daniel fez tudo certo e à esquerda do gol chutou cruzado. A bola foi para fora e Mailon que fechava o ângulo reclamou bastante do companheiro por não ter tocado.

Em desvantagem no placar, o AAgPC/ECON passou a abusar das jogadas faltosas no entanto a arbitragem não coibiu a violência. A torcida se revoltou gritando palavrões e uma lata foi arremessada no interior do campo. A arbitragem viu e paralisou a partida por aproximadamente dez minutos pedindo a presença da Polícia Militar. O diretor da FUNFA Betinho então entrou em acordo com a arbitragem e o jogo seguiu.

A arbitragem teve muito trabalho e o jogo teve que ser paralisado.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


A parada foi muito boa para o Gama que voltou em cima do adversário. Aos 30, Darlan ganha da zaga na corrida e toca na medida para Daniel, mas o goleiro atravessou o passe de carrinho. Mas aos 34 o Gama ampliou. Samuel aproveitou rebote da zaga, avançou pela direita e cruzou para Daniel arrematar para o gol. 2x0 Gama.

O gol desanimou os visitantes e o Gama aproveitou para matar o jogo. Aos 39 falha da zaga do AAgPC/ECON e Samuel arrancou pela direita e chutou cruzado sem chances para o goleiro. 3x0 para o Gama.

A torcida já pedia o final da partida e quando ela veio, uma explosão de alegria tomou conta dos jogadores. Após muita luta a equipe do Gama chega à final do campeonato e a decisão ficará entre duas equipes irmãs: Gama x DF FC.

No final da partida, a alegria tomou conta do time. Agora é ver quem será o campeão: DF ou Gama
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


A última partida do candanguinho ocorrerá no proximo final de semana em data e horário ainda indefinido, mas provavelmente será no sábado pela manhã no estádio Bezerrão. O Gama jogou com a seguinte formação: Pedro; Samuel(Roberto), Bruno, Tiago e Vitor(Pacheco); Douglas, Mailon(Flávio), Max e Gilvan; Darlan(André) e Daniel. Técnico: Enock Lopes

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Vitória ou férias

Autor: Marcelo | sexta-feira, 19 de novembro de 2010 | Categoria: | 1 comentários


A equipe Juvenil precisa vencer o AAgPC/ECON para chegar às finais.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

Neste final de semana acontecerão os jogos de volta das semifinais do Campeonato Candango de Futebol para Categorias de Base promovido pela FBF. Para as equipes de Base coordenadas pela FUNFA, a situação é muito simples: só a vitória interessa para as três equipes.

Na equipe Infantil, o técnico Ernesto coleciona vários problemas para enfrentar o Legião. O treinador não poderá contar com o meia Guilherme pois está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Outro que está fora é o lateral esquerdo Luciano expulso na última partida. O meia Fabinho que saiu machucado na parttida passada é também é dúvida. O técnico espera pela recuperação de Fabinho; Caio e Carioca que foram muito bem no jogo passado devem ser os substitutos.

A missão do Infantil será ingrata. Terá que vencer o Legião fora de seus domínios e por dois gols de diferença para poder chegar à final, já que o Legião leva vantagem nos critérios de desempate. O jogo será no estádio Rorizão em Samambaia.

A equipe Juvenil comandada pelo técnico Enock Lopes depende de uma vitória por um gol de diferença para chegar à final em sua categoria. Para tentar a classificação o técnico não poderá contar com o habilidoso atacante Dudu por ter levado o terceiro cartão amarelo. As opções são Murilo, Daniel ou Gustavo.

A equipe sub-16 do Gama representada pelo DF FC está na mesma situação do Gama: precisa de uma vitória por um gol de diferença para chegar à final. O técnico Gabriel não deve ter problemas para o jogo decisivo diante do Guaraense.

A torcida está convidada a comparecer aos jogos decisivos para dar aquela força aos garotos da base. Confiram os locais e horários dos jogos deste final de semana:

SÁBADO (20/11)
- DF x Guaraense (Categoria Juvenil, 10:30 CT Ninho do Periquito)
- Legião x Gama (Categoria Infantil, 16:00 Estádio Rorizão)

DOMINGO (21/11)
- Gama x AAgPC/ECON (Categoria Juvenil, 15:00 CT Ninho do Periquito)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A culpa é nossa

Autor: Marcelo | quinta-feira, 18 de novembro de 2010 | Categoria: | 25 comentários

Presidente coloca a culpa do rebaixamento do Gama na torcida.
Foto: Marcelo Gonçalo - (BloGama.com.br)

Colaboração do repórter Rener Lopes

No dia 19 de setembro, o Gama jogou sua última partida oficial do ano ao perder para o Macaé no Rio de Janeiro por 2x1 selando assim o rebaixamento do alviverde mais popular do DF para a quarta divisão do campeonato brasileiro.

A torcida ficou esperando de braços cruzados uma explicação plausível da diretoria pelo vexame que marcou a campanha do alviverde no campeonato: em 8 jogos, foram 5 empates, 3 derrotas e nenhuma vitória conquistada. No entanto a diretoria preferiu o silêncio. No site oficial do clube apenas a imagem do vice presidente Carlos Macedo anunciando a renovação de grande parte do elenco rebaixado para o candangão de 2011.

Quase dois meses se passaram e finalmente o presidente Paulo Goyaz resolveu quebrar o silêncio. Em entrevista ao programa Jogo Aberto DF do jornalista Fábio Santos, o responsável pelo clube confirmou boa parte das notícias divulgadas pelo BLOGAMA: O técnico Heriberto da Cunha é o nome praticamente certo para comandar o alviverde no candangão do ano que vem; e que a venda da sede social foi aprovada em assembléia e o empreendimento que está em construção terá resultados extremamente benéficos para o clube.

Mas o que ninguém esperava era a explicação pelo desastre do rebaixamento. Segundo Goyaz, ele não soube explicar os motivos pela queda, mas culpou a torcida por não ter apoiado financeiramente o Gama após a eliminação do campeonato candango: "O nosso torcedor não apoiou financeiramente neste ano. Esperávamos ter dois mil sócios. Teve uma época que chegamos a 1.600. Hoje, por conta dos resultados, temos em torno de 400. Se a torcida correspondesse, poderiamos fazer um planejamento" disse o cartola.

Prometendo títulos para o Gama desde que chegou à presidência (e nunca conseguindo), o presidente cumpriu a praxe e disse que o clube lutará pelo título local e pelo acesso ano que vem: "Mas tenho certeza que estamos montando um time competitivo e que espero dar alegria pra torcida em geral. Nosso objetivo é subir para a Série C no fim do ano".

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Tribuna do Esporte especial de aniversário do Gama

Autor: Marcelo | terça-feira, 16 de novembro de 2010 | Categoria: | 3 comentários


Márcio Almeida e o ex-jogador Santana foram os convidados .
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

Foi gravado ontem nos estúdios da Faculdade JK do Gama a 26ª edição do programa Tribuna do Esporte que tem o comando de Flávio Raupp e produção de Nilton Moura. Ontem o programa foi dedicado ao 35º aniversário da Sociedade Esportiva do Gama, o clube que fez história no DF mas que anda em baixa nos campeonatos.

Foram convidados do programa o historiador Márcio Almeida que vem desenvolvendo um grande trabalho na preservação da memória do futebol do DF com ênfase especial na história do Gama. Um convidado muito ilustre também: o ex-volante Santana, segundo jogador a assinar contrato com o Gama em 1975 conta como foram os primeiros dias do clube que viria a se tornar uma paixão em Brasília e entorno. O programa ainda contou com a participação de Marcelo Gonçalo.

Quer assistir ao programa? Então clique aqui, acesse o portal nmtvnet.com e confira a coluna Tribuna do Esporte.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pouco a comemorar

Autor: Marcelo | segunda-feira, 15 de novembro de 2010 | Categoria: | 5 comentários


Gama completa 35 anos de existência na série D e sem títulos.
Foto: Memorial Gamense

Dez campeonatos candangos, um campeonato da série B e três versões de escudos depois, o Gama completa 35 anos de existência. O clube alviverde que mudou a geografia do futebol em 1998 e foi o maior clube de futebol do Distrito Federal, hoje não é nem de longe aquele clube que era sempre respeitado pelos adversários nas competições que disputava.

Sem comemorar um título desde 2003 (o último foi o candangão), o outrora grande Gama hoje vive uma crise dentro e fora das quatro linhas. No último campeonato candango conseguiu a proeza de ser eliminado na primeira fase (onde ficou no G-4 durante toda a competição) perdendo a vaga para o recém promovido Ceilandense na última rodada no estadio Bezerrão.

O recorde de público no estádio Mané Garrincha até hoje é do Gama: mais de 55 mil pagantes.
Foto: Arquivo

Longe da Copa do Brasil desde 2007 perdendo espaço na mídia nacional para clubes sem expressão como Brasília, Dom Pedro e Ceilândia, o alviverde passou neste ano a vergonha de ser rebaixado para a última série do campeonato brasileiro com uma campanha medíocre: em oito jogos não conseguiu uma única vitória terminando na lanterna de seu grupo com cinco pontos conquistados em cinco empates.

Os resultados dentro das quatro linhas refletem diretamente o que acontece fora dele. No poder desde 2008, a administração do atual presidente Paulo Goyaz tem dado prioridade a resolver os problemas administrativos e financeiros do clube em detrimento do futebol. Tentou estruturar o departamento de futebol, sanar as dívidas e resolver a questão da Sede Social que era um grande imbróglio.

No departamento de futebol chamou Flávio Raupp que assumiu a função e em 2009 trouxe para o clube o projeto do time de aspirantes (que viria a ser o time titular do Gama no ano seguinte) além de montar o programa Sócio Torcedor nos mesmos moldes do Internacional de Porto Alegre. Seria uma revolução na administração do clube conhecido por ser um "balcão de negócios" na mídia. Porém após problemas financeiros, políticos internos e conflitos de interesses, hoje o Gama não tem mais o time de aspirantes, demitiu a maioria dos jogadores que atuavam naquele projeto e o Sócio Torcedor perdeu a principal função que era de trazer a torcida de volta ao clube. Até hoje o Gama não tem um Diretor de Futebol. Uma comissão formada pelo técnico (Heriberto da Cunha), Gerente de Futebol (Mauro Ramos) e Vice Presidente (Carlos Macedo) é quem decide sobre as contratações.

O inesquecível time campeão brasileiro em 1998: Marcelo Cruz; Paulo Henrique, Gérson, Jairo e Rochinha; Deda, Humberto, William e Rodrigo; Nei Bala e Nei Júnior.
Foto: Correio Braziliense

O Sócio Torcedor ainda está em funcionamento, porém não faz mais o papel de Marketing que tinha. O número de convênios está engessado, não realiza mais promoções (o último sorteio foi em julho), a diretoria não divulga o balancete financeiro (somente um balancete foi realizado em um ano de projeto) e o CT e Estádio foram fechados para os abnegados torcedores que acompanham o time. A diretoria não confirma, mas boa parte dos torcedores ou rescindiu ou deixou de pagar o Sócio Torcedor e o programa tende a ser extinto mesmo depois do alto investimento utilizado para sua implementação.

De solução, o programa Sócio Torcedor virou um problema. Isto porque com a chegada do programa, a diretoria foi obrigada a aumentar o valor do ingresso para incentivar a adesão da torcida ao programa. Em contrapartida afastou a maior parte da torcida sazonal do alviverde e os torcedores de baixa renda que são maioria na cidade e entorno. A má fase dentro de campo ainda ajudou a afugentar os torcedores que deixaram as arquibancadas do estádio Bezerrão parcialmente vazias.

Éramos felizes e não sabíamos. O escurinho do antigo Bezerrão era a casa do gamense. Hoje nem bandeiras podem entrar.
Foto: Flogão Inferno Verde

Estádio que aliás foi muito aguardado pela torcida e era esperança de dias melhores para o alviverde. Mas o antigo caldeirão virou inimigo do clube. Antigamente os times que jogavam no Bezerrão temiam a pressão da torcida e dificilmente saíam vitoriosos dentro de campo. Hoje a campanha do Gama como mandante é apenas razoável.
A resposta foi o fim de várias torcidas organizadas que acompanhavam o alviverde: Inferno Verde, Raça alvi-verde, Força Jovem, Esquadrão alviverde, Comando Verde, Amigos do Gama, Bêbados do Alambrado, Barra alviverde. Hoje só a IRA Jovem ainda segue apoiando o combalido clube.


FUTURO
O futuro do Gama hoje é uma grande interrogação. Condições para o clube voltar a ser grande não faltam. Embora estas condições estejam nas mãos de um ou outro, o Gama tem um belíssimo estádio (Bezerrão com capacidade para 25.000 pessoas que pertence ao GDF), um Centro de Treinamento com quatro campos de futebol (CT Ninho do Periquito que pertence à Wagner Marques e Agrício Braga, ex-presidentes do clube) e uma torcida fiel que ama o clube, agora à distância esperando o dia em que o time volte a mostrar o profissionalismo da década de 1990.

Com a recente negociação da sede social, uma parte do dinheiro arrecadado deve vir para o Departamento de Futebol do clube o que deve aumentar os investimentos na equipe de futebol profissional. Além disso cogita-se que após a construção do empreendimento na antiga sede social o Gama deverá ficar com vários imóveis em nome do clube, gerando assim uma receita mensal em aluguéis suficiente para manter suas atividades sem depender de patrocínios. Nas mãos de quem entende de futebol, o Gama tem tudo para voltar a ser o grande Gama que o povo do DF espera que seja.

O torcedor do Gama é conhecido pela passionalidade. É inegável reconhecer que hoje o torcedor do Gama está "de mal" com o clube. Mas é somente o escrete gamense pisar no estádio que o verdadeiro torcedor estará lá. E basta apenas o time demonstrar raça que ele vai voltar a apoiar. Está no sangue.

sábado, 13 de novembro de 2010

COMPLICOU - Equipes de base estréiam com o pé esquerdo na semi

Autor: Marcelo | sábado, 13 de novembro de 2010 | Categoria: | 11 comentários


Nenhuma das equipes conseguiu sair vencedora na estréia da semifinal.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

Não foi o dia da Sociedade Esportiva do Gama, pelo menos para as categorias de base. Ao contrário da semana passada onde todas as equipes (sub-15 e sub-17) venceram os seus adversários, hoje nenhuma equipe conseguiu conquistar os três pontos para seguir na luta pelo título candango.

A equipe Juvenil comandada pelo técnico Enock Lopes foi à Samambaia enfrentar o AAgPC/ECON e foi derrotada por 2x1. A equipe sub-16 que se chama DF FC do técnico Gabriel também foi derrotada pelo Guaraense pelo mesmo placar. Já o Infantil sob o comando do técnico Ernesto que jogou em casa no CT Ninho do Periquito sofreu para arrancar um empate com o Legião em 2x2.

APAGÃO E PÊNALTY PERDIDO
No estádio Rorizão, o dono da casa AAgPC/ECON recebeu a equipe Juvenil do Gama disposto a reverter a vantagem obtida pelo alviverde no decorrer do campeonato. Já o verdinho não estava em seus melhores dias principalmente sua defesa. O clima estava bastante quente e o gramado duro fazia a bola quicar muito fazendo com que a equipe visitante jogasse fora de suas características, no chutão.

Logo aos oito minutos de bola rolando, o Gama sofreu o primeiro gol. Em falha bisonha da defesa, a zaga permitiu que o atacante do AAgPC/ECON percorresse a frente da grande área e chutasse no canto do gol de Pedro. 1x0 AAgPC/ECON.

Aos 13 Dudu recebe passe dentro da área, entorta a zaga e chuta cruzado. A bola resvala na defesa e sobra para Gilvan concluir. A zaga abafou o lance. Aos 19 Darlan faz um belíssimo trabalho de pivô para Max encher o pé e chutar para fora.

O Gama teve uma oportunidade de ouro para empatar a partida. Aos 21 Darlan toca para Douglas livre na pequena área. A zaga comete a falta e o juiz marca pênalty. Na cobrança, Gilvan cobrou muito mal e o goleiro da equipe anfitriã conseguiu defender para fora. Na sequência Dudu cobra escanteio, Bruno cabeceia e a zaga tira em cima da linha.

O lance acordou a equipe da casa que passou a ser muito perigoso nos contra ataques. Aos 25 em um desse contragolpes o atacante do AAgPC/ECON madou a bola no travessão. Aos 32 veio o castigo. Em um lance de pura sorte os mandantes conseguiram ampliar o placar. Cobrança de lateral, o meia chutou em cima da zaga, a bola subiu e caiu nos pés do atacante do AAgPC/ECON cocluir e vencer o goleiro Pedro. 2x0 AAgPC/ECON.

O resultado era péssimo para as pretensões do alviverde. Então o técnico Enock Lopes resolveu mexer. Tirou o meia Max e promoveu a entrada do atacante Daniel. Samuel foi para o meio campo e Dudu foi deslocado para a lateral direita. O jogo continuou parelho e o Gama teve uma última oportunidade aos 41 minutos quando Mailon cobrou falta no ângulo e o goleiro foi buscar. Na sequência espirrada de bola na área e Douglas chuta para fora. O árbitro apitou o final do primeiro tempo.

VEIO A CHUVA E...
O Gama voltou para o segundo tempo com a mesma formação, porém com outra atitude. O verdinho começou mordendo. Samuel e Dudu destrocaram de posição porém a primeira conclusão só veio ocorrer aos 10 minutos em chute de fora da área de Dudu.

Mas no minuto seguinte o Gama diminuiu. Daniel recebe passe na pequena área pela direita, gira e acerta o canto esquerdo do goleiro. AAgPC/ECON 2x1 Gama.

O gol animou os visitantes que passaram a dominar a partida. Já o time da casa começou a volorizar a posse de bola e amarrar o jogo. Aos 21 Vitor cobra escanteio, Daniel escora de cabeça e a bola beija o travessão. Aos 25 Dudu passa para Darlan que chuta mas é travado na hora pela zaga. Aos 28 Daniel toca para Mailon que arrisca de fora da área. A bola sai por cima. Enock tira Darlan e coloca Murilo.

Quando o Gama estava em um bom momento, o tempo virou e uma chuva pesada caiu no estádio. Aí o jogo ficou embolado novamente e o Gama não teve forças para virar o placar. Pelo contrário quase sofre o terceiro aos 32 em chute cruzado pela direita que Pedro defendeu.

Aos 36 o Gama ainda teve sua última chance quando Daniel aproveitou sobra de bola mas chutou por cima. Fim de jogo e agora o Gama será obrigado a vencer na partida de volta no próximo final de semana se quiser disputar o título. O Gama jocou com : Pedro; Samuel, Flávio, Bruno e Vitor; Douglas, Mailon, Max(Daniel) e Gilvan; Darlan(Murilo) e Dudu.

E GUERRA!!!
O jogo do Infantil realizado à tarde no CT Ninho do Periquito foi diante do Legião, a mesma equipe que eliminou o Gama no ano passado. O adversário logo que entrou em campo foi dando a tônica da partida: Após círculo inicial os jogadores gritaram "ôôô, vamos ganhar Legião!!" parecendo festa antecipada. A comemoração não foi muito bem digerida pela comissão técnica.

Quando a bola começou a rolar, era nítida a superioridade técnica do adversário. Aos 7 minutos o Legião teve sua primeira oportunidade. Aos 11 minutos o atacante Tiago foi empurrado pela defesa do oponente e caiu pedindo pênalty. O árbitro Rodrigo Raposo nada marcou e dirigentes do Gama protestaram com bastante veemência. Aos 13 o zagueiro Glaydson escorrega e deixa atacante livre para marcar, mas o chute explodiu na trave.

Aos 15 o goleiro Jefferson cobra mal o tiro de meta e arma o contra ataque do Legião. Por sorte o chute vai para fora. Aos 18 Vovô rouba bola no ataque e de calcanhar serve Guilherme que chutou firma mas no meio do gol facilitando o trabalho do goleiro.

Em um lance despretensioso o Gama abriu o placar. Tiago recebe bola dentro da área, avança pela esquerda e quase sem ângulo chuta para o gol. A bola bateu no braço do goleiro e entrou. 1x0 Gama.

Não deu nem tempo de comemorar. Dois minutos depois o Legião empatou em lance de bola parada. Cobrança de escanteio na cabeça do volante do Legião. O jogador cabeceou no canto direito de Jefferson sem a mínima chance de defesa. 1x1. E fim do primeiro tempo. E para piorar, um dirigente do Gama falou uma série de impropérios para o árbitro Rodrigo Raposo que revidou com palavrões e ameaças quase chegando às vias de fato.

FUTEBOL EM SEGUNDO PLANO
No segundo tempo o Legião abdicou do futebol e passou a praticar a violência e provocação. Era mão na cara, entradas duras, faltas fora do lance, dedo na cara. O jogo ficou tenso e nervoso para ambas as equipes.

Aos 10 minutos o meia Fabinho foi dar um carrinho e levou a pior sainda de campo machucado. Aos 15 o lateral esquerdo Luciano deu uma entrada por trás no jogador do Legião, levou o segundo amarelo e foi expulso deixando o Gama com um a menos em campo.

Como se não bastasse, aos 27 o Legião virou o jogo. Cobrança de falta, o jogador do Legião cabeceou para o chão e a bola encobriu Jefferson. 2x1 Legião.

O desânimo se abateu na equipe. O resultado obrigava o Gama a marcar três gols na casa do adversário para poder se classificar às finais. Mas aos 30 minutos mesmo com um a menos o Gama reagiu. Cobrança de falta de Guilherme e Vovô escorou marcando o gol de empate. 2x2 e festa no banco alviverde. Fim de jogo e agora uma vitória simples classifica o time de Ernesto às finais. O Gama jogou e empatou com os seguintes atletas: Jefferson; Taigo, Glaydson, Davison e Luciano; Douglas, Danilo(Caio), Fabinho e Guilherme; Vovô e Tiago.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

REVANCHE? - Candangão 2011 começará para o Gama como terminou

Autor: Marcelo | sexta-feira, 12 de novembro de 2010 | Categoria: | 2 comentários


Neste ano o rubro-negro eliminou o Gama da segunda fase do candangão.
Foto: Adalberto Marques

Ontem foi realizado o arbitral da Federação Brasiliense de Futebol com os oito representantes dos clubes que disputarão a primeira divisão em 2011. O candangão será realizado nos mesmos moldes do deste ano: oito clubes jogam se enfrentam em jogos de ida e volta e destes, quatro se classificam para a segunda fase. Os quatro remanescentes se enfrentam em jogos de mata-mata (1º contra o 4º e 2º contra o 3º)restando apenas dois que decidirão o título. Os dois últimos colocados serão rebaixados para a segunda divisão.

A tabela deve ser divulgada em breve, mas a Federação já informou os confrontos da primeira rodada. O atual campeão Ceilândia enfrentará o campeão da segunda divisão Bosque em Formosa-GO. O CFZ receberá o Brasiliense no estádio JK localizado no Paranoá. E o Brasília receberá o Botafogo no estádio do CAVE que passa por reformas e ainda depende de vistorias do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil para ser liberado.

O Gama que foi quinto colocado no candangão deste ano estreará em casa no magnífico estádio Bezerrão. E o adversário não traz boas recordações. Será o Ceilandense, o mesmo que eliminou o alviverde na última partida da segunda fase. Naquele dia fatídico, o alviverde acabara de passar por uma crise interna que culminou com a demissão do técnico Gérson Vieira e do Diretor de Futebol Flávio Raupp. O preparador físico Anderson Nicolau foi o técnico interino enquanto Édson Vieira assistia das arquibancadas o Gama em campo na esperança de assumir o time na segunda fase.

O momento de ambas as equipes é diferente. Enquanto o Ceilandense desmontou toda a equipe e ainda busca nos bastidores se organizar, o Gama terminou o ano rebaixado para a quarta divisão, porém manteve boa parte dos atletas e alguns já estão inclusive aprimorando a forma física no CT Ninho do Periquito. O candangão começa no dia 16 de janeiro de 2011.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Categorias de Base pedem apoio da torcida nesta reta final

Autor: Marcelo | quinta-feira, 11 de novembro de 2010 | Categoria: | 0 comentários


A primeira partida da semifinal de Juvenis acontece no estádio Rorizão em Samambaia.
Foto: Marcelo Gonçalo (blogama.com.br)

Começam neste próximo sábado (13) a fase semifinal do Campeonato Candango de Futebol de Categorias de Base Infantil e Juvenil. As três equipes coordenadas pela FUNFA se classificaram e já conhecem os seus adversários.

A equipe Infantil enfrentará nesta fase a equipe do Legião. O Gama foi o líder de seu grupo o que lhe conferia a vantagem de jogar por dois resultados iguais e decidir em casa na segunda e última partida. Porém como o critério utilizado pela Federação leva em conta toda a campanha da equipe independente de fase, o Legião ficou com vantagem por ter saldo de gols superior. Assim, o time laranja vai jogar a primeira fora de casa e decidir em seu campo.

Situação diferente das equipes Juvenis (Gama e DF FC). Ambas as equipes tiveram excelente campanha, ficaram bem ranqueadas e obtiveram a vantagem de jogar a segunda partida em casa. O DF FC que é a equipe sub-16 do Gama joga contra o Guaraense enquanto o Gama decide a vaga à final contra o AAGPC/ECON.

Confira agora os jogos deste final de semana atualizados. Todos ocorrem neste sábado:

INFANTIL
- Legião x Gama (16:00 - CT Ninho do Periquito)

JUVENIL
- DF FC x Guaraense (11:00 - Campo anexo do CAVE)
- AAGPC/ECON x Gama (11:00 - Estádio Rorizão)

JOGADORES CONVOCAM A TORCIDA
Os jogadores das equipes de base convocam a torcida a comparecer aos jogos e prestar seu apoio às categorias de base nesta reta final. O lateral esquerdo Pacheco da equipe Juvenil faz o apelo: "Queria pedir a presença da torcida nestes jogos que serão difíceis" disse.

EQUIPE SUB-16 CONFIRMADA NA SC CUP
Foi divulgada nesta semana a tabela da Copa de Futebol de Santa Catarina categoria sub-16. O Gama estréia no dia 03/12 às 15:00 diante do Flamengo-RJ no estádio Ernestão em Joinville-SC. Além do Flamengo, fazem parte da chave do Gama as equipes do Cuiabá-MT, Caxias-SC e Santos-SP.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Autor: Sérgio Vinícius | terça-feira, 9 de novembro de 2010 | Categoria: | 4 comentários

Equipes de base do Gama treinam para semifinal do campeonato local
Foto: Sérgio Vinícius (BloGama.com.br) - novembro/2010



As equipes 93 e 94 da categoria de base do Gama seguem treinando para as partidas de semifinal no próximo fim de semana. Na segunda-feira (08/11) os garotos treinaram forte a parte física, com direito a corrida com "para quedas", tiros curtos de corrida, treino de impulsão com cones e um leve trote ao redor do campo para soltar a musculatura.

Nesta terça-feira os jogadores farão treinos físico-técnico e tático. A equipe infantil enfrentará o Legião no campo do clube Ascade em horário não confirmado, mas provavelmente será no período da tarde. O time juvenil gamense dos garotos nascidos em 1993 enfrenta o AAG/ECOM às 11:30 da manhã no campo da Feira do Agricultor localizado na Ceilândia.

Já o DF FC - composto por jogadores do Gama nascidos em 1994 -  enfrentará o Guaraense no campo ao lado do CAVE, o estádio do Guará está interditado para reforma, por este motivo a partida será realizada no campo anexo.




Peneira
A categoria de base do Gama realizará peneira para os jogadores nascidos nos anos de 1995, 1996 e 1997 interessados em treinar no time maior detentor de títulos do Distrito Federal. Os testes têm início a partir das 14h e ocorrerão no CT do Gama localizado na Ponte Alta Norte da cidade, próximo ao balão do periquito..

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Reencontro de emoções

Autor: Marcelo | segunda-feira, 8 de novembro de 2010 | Categoria: | 2 comentários


Primeiros campeões da cidade do Gama se reencontram depois de 41 anos.
Em pé: Carlos Morales (com a camisa de 69), Ferraz, Hugo (com a medalha recebida do Presidente da República), Mauro (capitão com a Taça Brasília), Eustáquio, Pelezão. Agachados: Marcio Minhoca, Divino, Noé, Pelezinho e Oscarzinho.

Foto: Márcio Almeida (Memorial Gamense)


Conforme noticiado aqui no BLOGAMA, ocorreu neste domingo o reencontro dos jogadores que jogaram pela COENGE e que foram campeões de Brasília em 1969. O encontro inicialmente programado para ocorrer na frente do estádio Bezerrão foi levado para o CTFAO (Centro de Treinamento de Futebol Augusto e Osvaldo) localizado no Setor de Indústrias do Gama.

O reencontro da equipe depois de 41 anos foi marcado por emoções. Todos exibiram com orgulho a camisa alvinegra que vestiram em uma época onde fazer futebol era muito mais paixão do que dinheiro.

Na ocasião, uma bola (que está na foto acima com o ex-jogador Eustáquio) foi autografada por todos os jogadores e ficará no Memorial Gamense. Foi a cena final do DVD que contará a história da fundação da Sociedade Esportiva do Gama a ser lançado em vinte dias.


Acima várias personalidades que tiveram vínculo estreito com o COENGE:
Sr. Edinho (Presidente), Sr. Indalício (Diretor), Sr. Antônio Senna (vice-presidente), Sr. Albérico (Diretor), Sr. José Cruzeiro da Conceição (Presidente do Mariano e ex-presidente da SEG), Newton Cunha (1º administrador do Estádio da Administração Regional do Gama), Carlos Morales (técnico campeão em 1969) e Dona Terezinha (torcedora símbolo).

Foto: Márcio Almeida (Memorial Gamense)

sábado, 6 de novembro de 2010

Dia perfeito para as categorias de Base

Autor: Marcelo | sábado, 6 de novembro de 2010 | Categoria: | 2 comentários


Com direito à viradas, todas as equipes da base do Gama passaram às semifinais.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.net)

O sábado não poderia ser melhor para as categorias de base do Gama que estão na disputa do Campeonato Candango das Categorias de Base Infantil e Juvenil. Hoje foi disputada a última rodada da terceira fase que definiria a classificação das equipe para as semifinais.

Mesmo precisando de apenas empatar para garantir a classificação, ambas as equipes venceram seus adversários e conquistaram suas respectivas vagas na semifinal. Até mesmo a equipe sub-16 que disputa o Campeonato na categoria Juvenil venceu e assim colocou todas as equipes da FUNFA na próxima fase.

UM MONTE DE GOLS PERDIDOS
A equipe Infantil comandada pelo técnico Ernesto entrou em campo debaixo de chuva com a missão de segurar a equipe do CAESO que estava na briga pela classificação. O jogo começou muito disputado mas quem levou a melhor foram os visitantes em um lance de sorte. Em uma bola despretensiosa, o atacante do CAESO chutou uma bola alta de fora da área, a redonda quicou no "morrinho artilheiro" e enganou o goleiro Jefferson que acabou levando por cobertura. CAESO 1x0.

O jogo seguiu tenso, o resultado determinava a eliminação precoce da equipe e os jogadores muito nervosos não conseguiam mostrar a categoria de outros jogos. No intervalo o técnico Ernesto deu uma dura nos jogadores e fez duas substituições: Tirou Danilo e Pedro para as entradas de Caio e Taigo.

O Gama voltou com outra postura em campo e passou a dominar o jogo. Logo aos 5 minutos o atacante Tiago marca mas a arbitragem anula o gol alegando impedimento. Três minutos depois em boa jogada pela direita Tiago outra vez chuta mas a bola acerta a trave.

O jogo estava dramático até que aos 21 Fabinho penetra na área e é derrubado. O árbitro marca pênalty e na cobrança Guilherme marca e empata: 1x1.

A partir daí o Gama mandou no jogo. O empate já bastava mas o time foi buscar a vitória. Aos 31 Vovô avançou pelo meio e arriscou da intermediária. A bola entrou no canto esquerdo do goleiro do CAESO. 2x1 para o Gama. Então foi só segurar o resultado e garantir a passagem para a próxima fase. O Infantil jogou com a segunte formação: Jefferson; Pedro(Taigo), Glaydson, Beiçola e Luciano; Douglas, Fabinho, Danilo(Caio) e Guilherme; Vovô e Tiago.

DE VIRADA
O Juvenil entrou em campo já sabendo da notícia de que o DF FC (que é a equipe sub-16 do Gama) havia vencido o Gaminha fora de casa por 2x1 (gols de Jean e Jancarlos) e poderia até perder para o Madureira que mesmo assim se classificaria. No entanto isso nem passava pela cabeça do time Juvenil do Gama comandado pelo técnico Enock Lopes. O objetiva era vencer e buscar a primeira colocação para poder jogar por dois resultados iguais e decidir em casa.

O jogo começou com muita vontade por parte do Gama, mas o Madureira ofereceu enormes dificuldades na marcação. Tanto que o primeiro lance de perigo somente ocorreu aos 12 minutos. Pacheco cobrou falta no ângulo mas o goleiro defendeu. Dois minutos depois veio o castigo. Bola enfiada por cima da zaga alviverde que falhou na marcação e o meia Kleber do Madureira deslocou o goleiro Carlos para abrir o placar. 1x0 Madureira.

O gol sofrido não abalou a equipe que passou a dominar o adversário e encurralá-lo em seu campo de defesa. Aos 17 Dudu cobra escanteio e Max cabeceia. O goleiro defendeu. Aos 20 Darlan ganha bola pelo meio, avança em direção ao gol e chuta, mas é travado na hora pela zaga.

Aos 29 o Gama chegou ao empate. Boa tabela entre Mailon e Max. O primeiro chuta para o gol e oferece o rebote nos pés de Darlan bem colocado empurrar para as redes. 1x1. No minuto seguinte a repetição da jogada, porém quem estava na sobra era Dudu. O goleiro faz uma defesa milagrosa e evita o gol da virada.

Aos 32 Gilvan, o nome do jogo, tabela com Douglas que chuta por cima e o goleiro mais uma vez defendeu. No final do segundo tempo o meia Kléber do Madureira quase amplia. Ele recebeu passe no meio da zaga, girou e chutou no canto esquerdo. Carlos fez uma defezaça. O juiz apitou o intervalo.

ARROCHO!!!
O Gama voltou determinado e logo aos 30 segundos de jogo o Gama quase desempata. Max avançou pelo meio e tocou para Darlan concluir. mais uma vez o goleiro defendeu. A pressão continuou e aos 6 minutos o Gama conseguir virar. Gilvan tocou para Dudu pela esquerda. O atacante rolou a bola na medida para Mailon encher o pé e marcar o segundo. 2x1 para o Gama.

Mesmo na frente do placar o Gama continuou com o mesmo ritmo. Aos 8 boa jogada de Gilvan pela direita que tocou nos pés de Max na cara do gol. Na conclusão mais uma vez o goleiro defendeu. Mas aos 11 não teve jeito. Gilvan recebeu passe pelo meio e tocou com maestria para Mailon ampliar. 3x1 para o Gama.


A partir daí o técnico Enock Lopes fez várias substituições. Mas aí quem passou a mostrar volume de jogo foi o visitante Madureira. O Gama tentou segurar a bola o pé e tentar levar a vantagem até o final mas enfrentou muitas dificuldades. Aos 28 Pedro Renato fez falta dentro da área e o juiz marcou pênalty. Na cobrança Kléber marcou e diminuiu. 3x2.

O gol animou os visitantes e o jogo ficou pegado. O Gama se segurou, o tempo foi passando e no finalzinho a Gama matou o jogo. Gilvan recebeu pela direita e de fora da área chutou cruzado vencendo o goleiro do Madureira. 4x2 e fim de jogo.

Com o resultado o Gama ficou em primeiro na classificação de seu grupo e o DF FC em segundo. No próximo sábado o Gama enfrentará o AAgPC/ECON no estádio Abadião enaquanto o DF FC encara o Guaraense no CT Ninho do Periquito. O Gama venceu com os seguintes jogadores: Carlos; Samuel(Pedro Renato), Flávio, Bruno(Kaleb) e Pacheco (Vitor); Douglas, Mailon, Gilvan e Max(Murilo); Darlan e Dudu(Gustavo).

ABERTAS AS INSCRIÇÕES
O Gama está recrutando jovens atletas nascidos entre 1995 e 1998 para formar as categorias de base de 2011. Os interessados devem entrar em contato com o coordenadores dos núcleos Pedro (9264-1000) ou Ribamar (9228-7611).

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

ELE FICA - Kabrine entra em acordo com Gama

Autor: Marcelo | sexta-feira, 5 de novembro de 2010 | Categoria: | 11 comentários


Kabrine entra em acordo com diretoria e reforça o grupo para o candangão 2011.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)


Os atletas remanescentes do ano passado que moram em Brasília já se reapresentaram e estão fazendo reforço muscular visando os preparativos do Gama para o Campeonato candango de 2011 sob os cuidados do preparador físico Anderson Nicolau. Hoje pela manhã o lateral Alexandre, os meias Kabrine e Elivelto, além dos atacantes Paulo Renê e Hugo fizeram exercícios na academia do CT.

O gerente de futebol do Gama Mauro Ramos informou que os demais jogadores devem se juntar ao grupo na reapresentação oficial que deve ser entre o dia 1 ou 10 de dezembro podendo ser antecipado a pedido do técnico gamense Heriberto da Cunha. Heriberto que ainda não renovou contrato, mas está "apalavrado" com a diretoria para assumir o verdão para 2011 bastando resolver algumas pendências pessoais.

A boa notícia do dia ficou por conta da renovação de contrato do meia Kabrine. Como seu contrato estava expirando no dia 30 deste mês, a expectativa era de que o jogador fosse dispensado. Mas a diretoria chamou o atleta para conversar e depois do acordo Kabrine está confirmado para 2011. O jogador sofreu uma lesão grave no início do ano jogando pelo Coruripe-AL e foi amparado pela diretoria que bancou parte do tratamento. O contrato de Kabrine agora vai até 2013.

Dispensas certas até o momento são as dos volantes Betson e Alex. Falta acertar agora a situação dos jogadores que foram emprestados para o Legião na disputa da segunda divisão candanga: o zagueiro Tiago Eciene e o atacante Edicarlos. Ambos dependerão do aval do técnico para seguirem no grupo gamense.

Quem também pode acertar sua renovação é o volante Tiago Gaúcho. O jogador também está apalavrado com a diretoria e pode acertar sua renovação em breve.

Visita ilustre

Autor: Marcelo | | Categoria: | 4 comentários


Zagueirão Nen aproveitou a vinda a Brasília para rever o Periquito.
Foto: Marcelo Gonçalo (Blogama.com.br)

Hoje pela manhã no CT Ninho do Periquito, o Gama recebeu a equipe do Bahia que enfrentará neste sábado o Brasiliense pela série B. O técnico Márcio Fernandes comandou um treino em campo reduzido e utilizou o campo 2 do CT.

No elenco do tricolor está um jogador que fez muito sucesso vestindo a camisa alviverde. É o zagueirão Nem que foi campeão candango em 2003 em cima do Brasiliense. Esta taça inclusive foi a última conquista do Gama. Naquele ano o Gama jogou e venceu o Brasiliense por 4x1 com a seguinte formação: Júlio César; Gustavinho, Nem, Émerson e Rochinha; Goeber, Alex (André Barroso), Wesley e Rodriguinho; Leonardo Manzi(Diego) e Luciano Fonseca (Abimael).

Nem conversou com a reportagem do BLOGAMA e não escondeu a felicidade de voltar a entrar no CT do Gama depois de vários anos jogando em equipes da série A do Brasileirão: "O Gama foi o time que me lançou no futebol, tenho muito carinho por este clube e pela sua maravilhosa torcida" disse o jogador declarando ainda que pretende encerrar sua carreira no alviverde.

Nem falou sobre sua carreira recente e sobre a sua chegada no Tricolor baiano: "No Palmeiras eu tive uma série de lesões no joelho que comprometeram a minha performance, aí eu fui emprestado para o Atlético-MG. Lá também tive uma sequência boa de jogos, mas não fiquei. Quando eu cheguei ao Bahia, nós tivemos alguns problemas no início do campeonato mas aos poucos fomos se acertando". O Bahia é o atual terceiro colocado da série B e um dos favoritos ao acesso ao lado do Coritiba.

O zagueirão ainda disse sobre a tietagem que sofre em Salvador onde éum dos líderes do time e capitão: "A torcida do Bahia é excepcional. É difícil até sair na rua sem ser notado".

O Bahia entra em campo amanhã diante do desesperado Brasiliense no Serejão com Nem na zaga.

Pesquisar este blog